Caracterização de crianças hospitalizadas vítimas de acidentes por animais peçonhentos

Erica Costa Lima, Geraldo Rodrigo Alves Soares, Lucinéia de Pinho

Resumo


Objetivo: caracterizar o perfil, tipo de injúria e atendimento de crianças vítimas de animais peçonhentos internadas em um hospital referência de Montes Claros, Minas Gerais. Método: estudo retrospectivo, a partir da consulta a prontuários de crianças de zero a 10 anos hospitalizadas entre 2010 e 2013 por causa de injúria não intencional causada por animal peçonhento. Os dados foram analisados por estatística descritiva. Resultados: foram identificados 75 prontuários de crianças vítimas desses acidentes, a maioria do sexo masculino, com idade superior a cinco anos e moradores da zona urbana. As injúrias foram causadas principalmente por escorpiões e serpentes. As hospitalizações duraram em média três dias. Considerações Finais: Evidencia-se a necessidade da sistematização da assistência a crianças vítimas de animais peçonhentos, além de capacitação dos profissionais, especialmente enfermeiros, para o atendimento e condução de ações para controle desses acidentes.

Palavras-chave


Enfermagem pediátrica; Cuidados de enfermagem; Criança; Animais venenosos

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/2179769216633



Licença Creative Commons
Este site está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.