“Virei um mendigo”: vivências de ex-moradores de rua acolhidos em uma instituição confessional brasileira

Milene Pescatori Packer, Rosângela Higa, Cassia Regina Rodrigues Varga, Claudinei José Gomes Campos, Egberto Ribeiro Turato

Resumo


Doi: 10.5902/2179769212964

Objetivo: analisar as vivências de ex-moradores de rua usuários de álcool acolhidos por uma Instituição Confessional. Método: Fundamentado no método clínico-qualitativo, de agosto de 2007 a maio de 2008 foram realizadas entrevistas semi-estruturadas com moradores de uma organização filantrópica do interior do Estado de São Paulo. O critério de saturação definiu a amostra de oito participantes. Resultados: três categorias foram constituídas com a técnica de análise de conteúdo temática: Você fica com vergonha: expressa tendência ao isolamento ou formação de grupos; Virei um mendigo: apresenta a ruptura da vida social e perda da identidade; O que passou não volta mais: demonstra a tentativa de livrar-se da imagem de si mesmo, negação social e identificação com os novos papéis. Conclusão: para sobreviver, o ex-morador nega elementos centrais da sua identidade e vivencia a reconstrução da nova identidade. Para retornar ao antigo lar/sociedade necessita reconfigurar a identidade perdida.


Palavras-chave


Pesquisa qualitativa; População em risco; Psicologia social; Comunidades vulneráveis

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/2179769212964



Licença Creative Commons
Este site está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.