Risco ao acidente ocupacional no cuidado às pessoas internadas por HIV/AIDS, em Florianópolis-SC, Brasil (1986-2006).

Mariana Vieira Villarinho, Maria Itayra Coelho de Souza Padilha

Resumo


Doi: 10.5902/2179769212536

Objetivo: conhecer as situações de risco e vulnerabilidade ao acidente ocupacional no cuidado prestado às pessoas internadas por HIV/aids, em um Hospital Referência em doenças infectocontagiosas no município de Florianópolis, Santa Catarina, no período de 1986 a 2006. Método: pesquisa sócio-histórica que utilizou a História Oral para a coleta de dados com 23 trabalhadores da saúde e posteriormente a Análise de Conteúdo. Resultados: evidenciou-se a não adesão as medidas de biossegurança, caracterizada pela resistência ao uso dos Equipamentos de Proteção Individual, reencape das agulhas contaminadas, descarte inadequado do material perfurocortante, correria, agitação do serviço. Assim como, a sobrecarga de trabalho, pela falta de recursos humanos, agressividade, gravidade dos pacientes internados no início da epidemia. Considerações Finais: fez-se necessário o papel dos gestores, da instituição, dos próprios profissionais da saúde, no (re)planejamento de estratégias, a fim de evitar os acidentes e promover a saúde, segurança do trabalhador em suas atividades laborais.


Palavras-chave


Riscos ocupacionais; Vulnerabilidade em saúde; Síndrome da imunodeficiência adquirida; Assistência à saúde; Pessoal de saúde.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/2179769212536



Licença Creative Commons
Este site está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.