Significado da amamentação vivenciado por mães nutrizes

Maria do Carmo Eulálio, Jaqueline Queiroz de Macedo, Lindoneide Nonato Gomes, Fernanda dos Santos Nogueira de Góes

Resumo


Objetivo: Buscou-se compreender os significados e concepções sobre amamentação vivenciadas por nutrizes. Estudo descritivo, analítico com abordagem qualitativa, aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa. Os dados foram coletados com 24 nutrizes, residentes no interior da Paraíba, que participaram de um grupo de extensão, no ano de 2007, por meio de entrevista, gravada, estimulada por imagens. Os dados foram analisados após transcrição segundo análise categorial temática de conteúdo. Os resultados evidenciaram quatro categorias temáticas: Sentimentos positivos relacionados a amamentação; Reinterpretação do discurso científico; Amamentar é uma obrigação; e Sofrimento e persistência na amamentação. Apesar de inúmeras estratégias de incentivo, o aleitamento materno não deve ser compreendido como atividade imposta e livre de obstáculos. Sugere-se que ocorra a elaboração de estratégias a partir da ótica da integralidade da assistência, nas quais mulheres/família possam colocar-se e compartilhar vivências junto aos profissionais da saúde.


Palavras-chave


Saúde materno-infantil; Comportamento materno; Aleitamento materno; Relações mãe-filho

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/2179769210519



Licença Creative Commons
Este site está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.