Educação Ambiental nos cursos de graduação em Engenharia Ambiental: ocorrência e formas de abordagem

Patrícia Ferreira de Oliveira, Melchior José Tavares Júnior

Resumo


A Educação Ambiental é fundamental para lidar com os atuais problemas socioambientais da sociedade. De acordo com a legislação brasileira, a educação ambiental deve ser inserida em todos os níveis de ensino da educação formal. As universidades possuem o papel de produzir conhecimentos em acordo com as necessidades da sociedade, através da articulação entre ensino, pesquisa e extensão. O objetivo desta pesquisa foi avaliar a ocorrência e as formas de abordagem da Educação Ambiental nos cursos de Engenharia Ambiental do Brasil. Para tanto, optamos por desenvolver uma pesquisa documental, analisando os Projetos Pedagógicos dos Cursos de uma amostra de cursos construída a partir de rankings tradicionais de avaliação no Brasil, incluindo o governamental. A Educação Ambiental está presente em 66,67% da amostra que consideramos. Apenas quatro cursos possuem disciplinas obrigatórias, o que nos preocupa, visto ser essa a única forma de garantir o acesso dos alunos ao conteúdo da Educação Ambiental. Projetos de pesquisa e de extensão deveriam estar mais presentes nos projetos dos cursos. A forma predominante de ocorrência foi a disciplina optativa, o que nos deixa esperançosos de que o Núcleo Docente Estruturante dos cursos, se for o caso, possa recomendar sua obrigatoriedade por ocasião da reformulação curricular.   

Palavras-chave


Educação Ambiental; Engenharia Ambiental; Projetos Pedagógicos dos Cursos

Texto completo:

HTML PDF

Referências


ANDRADE, R. J. Educação Ambiental da teoria à prática: ação interventiva no Instituto Federal da Bahia – IFBA no município de Valença-BA. 2016. 107 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Engenharia Agronômica, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, Cruz das Almas, 2016.

ARAUJO, E. (2018). Sustentabilidade e Engenharia Ambiental desafios na formação do profissional cidadão. Revista Dissertar,1(30). https://doi.org/10.24119/16760867ed114244

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Resolução nº 2, de 15 de junho de 2012. Estabelece as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Ambiental. Diário Oficial do Poder Executivo, Brasília, 18 jun. 2012.

____. Lei nº 9795, de 27 de abril de 1999. Dispõe sobre a educação ambiental, institui a Política Nacional de Educação Ambiental e dá outras providências. Brasília, 27 de abril de 1999.

____. Ministério da Educação e Desporto. (1994). Institui o curso de Engenharia Ambiental no Brasil. Portaria n. 1.693. Brasília, 05 de dezembro de 1994.

____. Lei nº 6938, de 31 de agosto de 1981. Dispõe sobre a Política Nacional do Meio Ambiente, seus fins e mecanismos de formulação e aplicação, e dá outras providências… Brasília, 31 de agosto de 1981.

CORRÊA, M. M.; ASHLEY, P. A. Desenvolvimento Sustentável, Sustentabilidade, Educação Ambiental e Educação para o Desenvolvimento Sustentável: Reflexões para ensino de graduação. REMEA - Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental, [S.l.], v. 35, n. 1, p. 92-111, maio 2018. ISSN 1517-1256. Disponível em: https://periodicos.furg.br/remea/article/view/7417. Acesso em: 20 mar. 2020. doi: https://doi.org/10.14295/remea.v35i1.7417.

ICIAG (Minas Gerais). Universidade Federal de Uberlândia. Projeto Pedagógico do Curso de Engenharia Ambiental. Disponível em: http://www.iciag.ufu.br/sites/iciag.ufu.br/files/media/documento/projeto_pedagogico.atualizado_com_normas_de_atividades_complementares_em_anexo_atualizado.pdf. Acesso em: 26 set. 2019.

PICCOLI, A. de S. et al. A Educação Ambiental como estratégia de mobilização social para o enfrentamento da escassez de água. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro, v. 21, n. 3, p. 797-808, mar. 2016 . Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232016000300797&lng=pt&nrm=iso. Acesso: em 04 mar. 2020. https://doi.org/10.1590/1413-81232015213.26852015.

RIBEIRO, E. F. DE S.; FERREIRA, M. S. Inserção da Educação Ambiental nos projetos pedagógicos dos cursos de direito: uma análise na região metropolitana do Rio de Janeiro. Revista Brasileira de Educação Ambiental, v. 14, n. 1, p. 316-338, 30 mar. 2019. Disponível em: https://periodicos.unifesp.br/index.php/revbea/article/view/2719. Acesso em: 17 nov. 2019.

ROMAO, E. L. et al (2020). Percepção ambiental de alunos de graduação em engenharia sobre a importância da Educação Ambiental. Revista Brasileira De Educação Ambiental (RevBEA),15(1), 194-208. https://doi.org/10.34024/revbea.2020.v15.10060.

SANT’ANA, L. C. F.; MULLER, E.; KALLÁS, F. Projetos de educação ambiental em universidades: uma reflexão necessária e urgente. Brazilian Journal Of Animal And Environmental Research, Curitiba, v. 2, n. 3, p.917-927, maio 2019.

UBINSK, J. A. S. Análise de atividades de complementação curricular na área de Educação Ambiental e suas contribuições à Alfabetização Científica. 2016. 207 f. Dissertação (Mestrado Educação) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Cascavel, 2016.

UFES. Diretrizes para elaboração de Projeto Pedagógico de curso – PPC (Versão Preliminar). 2016. Disponível em: http://prograd.ufes.br/sites/prograd.ufes.br/files/field/anexo/diretrizes_ppc_-_04-10-2016.pdf. Acesso em: 02 jun. 2019.




DOI: https://doi.org/10.5902/2236130843077

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.