CARACTERIZAÇÃO SÓCIO-AMBIENTAL DA COMUNIDADE DE COQUILHO NA ZONA RURAL DE SÃO LUÍS-MA

Alessandro Costa Silva

Resumo


O saneamento ambiental inadequado é uma das principais causas de degradação do meio ambiente e de proliferação de doenças no Brasil, sendo responsável por diversas internações hospitalares implicando em gastos públicos. A comunidade Coquilho com cerca de 611 famílias distribuídas em 475 ha, constituídas por ex-moradores pobres descendentes dos ocupantes da área onde hoje está instalada uma empresa de siderurgia de alumínio. Nesse sentido, buscou-se caracterizar os aspectos sócio-ambientais da comunidade, destacando seu modo de vida enfatizando seus problemas ambientais. Pode-se constatar que esta comunidade embora não tenha acesso as políticas governamentais, apresenta um perfil adequado para implantação de projetos de saneamento ambiental alternativos e de baixo custo. É imprescindível a adoção de soluções de esgotamento de efluentes sanitários e tratamento alternativo da água para a melhoria da qualidade de vida desta comunidade.

Palavras-chave


água, dejetos humanos e qualidade

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5902/223613083105

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.