Análise da inserção da educação ambiental em projetos políticos pedagógicos de escolas públicas de São Miguel do Oeste - SC

Tiago Fernando Chaves

Resumo


Frente a crise ambiental e nocivos impactos ambientais, a Educação Ambiental destaca-se como ferramenta de conscientização socioambiental a longo prazo, devendo ser trabalhada de forma integradora, interdisciplinar, tema transversal nos currículos da educação formal. Essa pesquisa consiste em análise crítica de como a Educação Ambiental está inserida nos projetos escolares do ensino fundamental de três escolas públicas do município de São Miguel do Oeste- SC. Trata-se de uma pesquisa qualitativa e documental com posterior análise dos dados encontrados. Buscou-se levantar e conhecer as referências sobre transversalidade e a interdisciplinaridade do tema presentes nos projetos pedagógicos das instituições, ao mesmo tempo em que se empregou um questionário estruturado com questões fechadas, os quais foram respondidos pelos coordenadores pedagógicos. A análise dos resultados demonstra que a Educação Ambiental vem sendo desenvolvida principalmente por meio de projetos extracurriculares e não há base teórica ou modelos a serem trabalhados. A transversalidade e a interdisciplinaridade têm pouco ou insignificativas menções nos projetos, sem detalhamento necessário para sua prática efetiva. Os sujeitos entrevistados indicam que a temática vem sendo amplamente trabalhada e desenvolvida nessas escolas, de maneira tal que torna-se necessário conhecer o desenvolvimento destes projetos escolares in loco.

Palavras-chave


Educação ambiental; Projeto político pedagógico; Transversalidade; Interdisciplinaridade; Sustentabilidade

Texto completo:

PDF

Referências


A Carta da Terra. Última versão em português. Um programa da UNESCO. Maio 2000. Disponível em

boasaude.uol.com.br/lib/ShowDoc. Acesso em: 19 jun. 2013.

ALMEIDA, C. D. et al. Pesquisa documental: pistas teóricas e metodológicas. Revista Brasileira de História &

Ciências Sociais, v. 1, p. 1-15, 2009. Disponível em

http://www.rbhcs.com/index_arquivos/Artigo.Pesquisa%20documental.pdf. Acesso em: 12 mai. 2014.

ANDRADE, T.H.N; RIBEIRO, M.L.N. A questão política das mudanças climáticas. Resv. Bras. de Ciência,

Tecnologia e Sociedade. V2, n1. Pag 211-225, jan/jun, 2011. Disponível em

http://www.revistabrasileiradects.ufscar.br/index.

php/cts/article/viewFile/137/59. Acesso em: 22 jun. 2013.

ARAÚJO Fabiane M.; SANTOS Elizabeth C. Educação Ambiental E A Prática Da Transversalidade Na

Formação De Professores: Reflexos No Ensino Básico. Encontro Nac. de Pes. Em Educação em Ciências.

Florianópolis. nov. 2009. Disponível em http://posgrad.fae.ufmg.br/posgrad/viienpec/pdfs/686.pdf. Acesso

em: 22 dez. 2013

BRASIL. Constituição Federal, Código Civil (2002). Código do Processo Civil,

Código Penal. Código de Processo penal e Legislação complementar. Barueri:

São Paulo: Manole, 2003.

BRASIL. Lei n. 9.396, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário

Oficial [da República Federativa do Brasil], Brasília, DF, n. 248, 23 dez. 1996, seção 1, p. 27833.BRASIL: MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE. Agenda 21 Brasileira: resultado da Consulta nacional /

Comissão de Políticas de Desenvolvimento Sustentável e da Agenda 21Nacional. 2. ed. Brasília, 2004.

BRASIL. Presidência da República. Lei nº 9.795, de 27 de abril de 1999. Dispõe sobre a educação ambiental,

institui a Política Nacional de Educação Ambiental e dá outrasprovidências. Diário Oficial da União, Brasília,

DF, 28 abr. 1999. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil. Acesso em: 29 jun. 2013.

BRASIL: Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: meio ambiente / Secretaria

de Educação Fundamental. – Brasília: MEC/SEF, 1999d.

BRUGGER, Paula. Educação ou adestramento ambiental? Florianópolis: Obra Jurídica, 2004.

COIMBRA, Audrey de Souza. Interdisciplinaridade e Educação Ambiental: integrando seus princípios

necessários. Revista. Eletrônica do Mestrado. Educação. Ambiental. ISSN 1517-1256, Volume 14, Janeiro a

junho de 2005.

CÓRDULA, Eduardo B. L. Educação Ambiental Integradora (EAI): Unindo saberes em prol da consciência

ambiental sobre a problemática do lixo. Rev. Bra. De Edu. Ambiental, vol. 5 num.01, 2010.

COSTA, Aurora M. F. C. Educação Ambiental na Alfabetização de Adultos: do Cotidiano para a Sala de Aula,

da Sala de Aula para a Vida. Anais do 2º Congresso Brasileiro de Extensão Universitário Belo Horizonte, 2004.

Disponível em: https://www.ufmg.br/congrext/Meio/Meio49.pdf. Acesso em: 29 jun. 2013.

DIAS. Genebaldo Freire. Educação ambiental: princípios e práticas. 8.ed. São Paulo: Gaia, 2003. 551p.

FERRARI, Alexandre. H.; ZANCUL, Maria. C. S. A educação ambiental nos projetos político-pedagógicos das

escolas municipais de ensino fundamental da cidade de Araraquara/SP. Rev. Eletrônica Mestr. Educ.

Ambient., Rio Grande, RS, v. 25,n. 2, 2010. Disponível em:

http://www.seer.furg.br/remea/article/view/3368. Acesso em: 30 dez. 2013.

GIDDENS, A. Introduction & A Returno To Planning? In: The politics of climate change. Cambridge: Polity,

GUIMARÃES, Mauro. A dimensão ambiental na educação. Campinas (SP): Papirus, 2002.

GUIMARÃES, Mauro. Educação ambiental crítica. In: LAYRARGUES, Philippe Pomier (Coord.). Identidades

da educação ambiental brasileira. Brasília: Edições MMA, 2004. p.25-34. Disponível em

http://www.aja.org.br/publications/livro_ieab. pdf. Acesso em: 30 jun. 2013.

HELDER, R. R. Como fazer análise documental. Porto, Universidade de Algarve, 2006.

ISAIA, Enise. M. B. I. Reflexões e práticas para se desenvolver educação ambiental na escola. 2. ed. Santa

Maria: Ed. UNIFRA/IBAMA, 2001.

JACOBI, Pedro. Educação Ambiental, Cidadania E Sustentabilidade. Cadernos de Pesquisa, n. 118, p. 185-

Mar. 2003.

KIST, Anna. C. F. A água numa perspectiva crítica da Educação Ambiental: Uma análise a partir da III

conferência Nacional Infanto-Juvenil pelo meio ambiente. (monografia de especialização) Santa Maria:

UFSM, 2009. 91f.

KRUGUER, Eduardo L. Uma abordagem sistêmica da atual crise ambiental. Desenvolvimento E Meio

Ambiente. Curitiba, n.4, p.38, 2001. Disponível em: https://www.google.com.br/url?F%2Fojs.c3sl.ufpr.br%2Fojs2%2Findex.php%2Fmade%2Farticle%2Fdownloa

d%2F3038%2F2429&ei=Wo_YUaihHfSC0QGNnoCYBQ&usg=AFQjCNFeJCngaf5hY4KU1jXxnz3HpgV6Q&sig2=vPzo7meObEr4mKMmAdYcQA. Acesso em: 02 jul. 2013.

LEFF, E. 2001. Saber ambiental: sustentabilidade, racionalidade, complexidade, poder. Petrópolis, RJ: Vozes, 343 p.

LEITE, A. L. T. de A.; MEDINA, N. M. Educação ambiental: curso básico a distância: Educação e Educação

Ambiental II. 5 v. 2 ed. Brasília: MMA, 2001.

LUCK, Heloísa. Pedagogia interdisciplinar: fundamentos teórico-metodológicos. 11 ed. Petrópolis, RJ: Vozes,

MIRANDA, Fátima. H. F; MIRANDA, José. A; RAVAGLIA, Rosa. Abordagem Interdisciplinar em Educação

Ambiental. Revista Práxis. Ano II, nº4 - ago. 2010. Disponível em

http://web.unifoa.edu.br/praxis/numeros/04/11.pdf. Acesso em: 30 dez. 2013.

MEDINA, Naná M. Educação ambiental: uma metodologia participativa de formação. 3. ed. Petrópolis:

Vozes, 2003.

MENEZES, CÁSSIA M. V. M. C. Educação Ambiental: a criança como agente multiplicador. Monografia

(MBA em Gestão Ambiental e Prática de Sustentabilidade) Escola de Engenharia Mauá do Centro

Universitário do Instituto Mauá de Tecnologia. São Caetano do Sul - SP, 2012.

NEVES, J. L. Pesquisa qualitativa – características, usos e possibilidades. Caderno

de pesquisas em administração, São Paulo, v. 1, nº 3, 2º sem. 1996. Disponível em:

http://www.dcoms.unisc.br/portal/upload/com_arquivo/pesquisa_qualitativa_caracteristicas_usos_e_possibili

dades.pdf. Acesso em: 11 mai. 2014.

PEREIRA, Kely A. B. P.; BITTAR, Michelle; GRIGOLI, Josefa A. G. G. A Transversalidade E A

Interdisciplinaridade Em Educação Ambiental: Uma Reflexão Dentro Da Escola. Disponível em:

http://www.histedbr.fae.unicamp.br/acer_histedbr/jornada/jornada7/_GT4%20PDF/A%20transversalidade%2

e%20a%20interdisciplinaridade%20em%20educa%E7%E3o%20ambiental%20GT4.pdf. Acesso em: 30 dez.

>. Acesso em: 27 dez. 2013.

PIRES, Pierre A. G.; FARIA, Wendell F. A Educação Ambiental E O Projeto Político-Pedagógico:

Articulações No Cotidiano Em Uma Escola Estadual De Cruzeiro Do Sul/Acre. REU, Sorocaba, SP, v. 36, n. 3,

p. 201-227, dez. 2010. Disponível em

http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php?journal=reu&page=article&op=view&path%5B%5D=507pdf. Acesso

em: 30 dez. 2013.>. Acesso em: 27 dez. 2013.

SANTA CATARINA (Estado). Proposta de Curricular de Santa Catarina: Educação Infantil, Ensino

Fundamental e Médio. Secretaria de Estado de Educação e do Desporto; COGEN, 1998. 120 p.

SANTOS, Elizabeth C. Transversalidade e Áreas Convencionais. UEA Edições. Editora Valer, 2008.

SARAIVA, Vanda M.; NASCIMENTO, Kelly R. P.; COSTA, Renata K. M. A Prática Pedagógica Do Ensino De

Educação Ambiental Nas Escolas Públicas De João Câmara – RN. Holos, Ano 24, Vol. 2. 2008. Disponível em

http://web.unifoa.edu.br/praxis/numeros/04/11.pdf. Acesso em: 30 dez. 2013.

SILVA, M. A. Do Projeto político do Banco Mundial ao Projeto Político-pedagógico da

escola pública brasileira. Cad. Cedes, Campinas, v.3, n. 61, p.283-301, dezembro, 2003.

SILVA, Janari R. N. Educação Ambiental No Contexto Do Projeto Político-Pedagógico De Duas Escolas

Estaduais De Manaus-Am. IV Congresso de Pes. e Inov. da Rede Norte e Nordeste de Educação Tecnológica.

Belém - PA. 2009.

Disponível em http://connepi2009.ifpa.edu.br/connepi-anais/artigos/191_4075_1603.pdf. Acesso em: 29

dez. 2013.

SMANEOTO et al. A Educação Ambiental Como Direito Fundamental Do Homem. Monografias Ambientais.

vol.5, n°5, p. 922 – 933, 2012.

SORRENTINO, M. Educação Ambiental e universidade: um estudo de caso. 1998. Tese (Doutorado).

Faculdade de Educação da USP, São Paulo.

SOUZA, Maria G. G. Histórico da educação ambiental no Brasil. 2011. Monografia (Licenciatura em Ciências

Biológicas)—Consórcio Setentrional de Educação a Distância, Universidade de Brasília, Universidade

Estadual de Goiás, Brasília, 2011.

TRAJBER, R.; MENDONÇA, P. (Orgs.). Educação na diversidade: o que fazem as escolas que dizem que

fazem educação ambiental. Brasília: Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade,

Disponível em: http://unesdoc.unesco.org/images/0015/001545/154576por.pdf. Acessado em 23 dez.

TBILISI- Conferência Intergovernamental de Tbilisi. Global Development Research Center. Disponível em;

http.//www.gdrc.org/uem/ee/tbilisi.html. Acessado em 23 jun. 2013.

TOMAZELLI, Maria G.C. FERREIRA, Tereza R.C. Educação Ambiental: Que Critérios Adotar Para Avaliar A

Adequação Pedagógica De Seus Projetos? Ciência & Educação, v.7, n.2, p.199-207, 2001.

TRAVASSOS, Edison Gomes. A educação nos currículos: dificuldades e desafios. Artigo 2001. Disponível em;

http://eduep.uepb.edu.br/rbct/sumarios/p/educamb.pdf. Acesso em 11 de ago. 2013.

VEIGA, A. Um retrato da presença da educação ambiental no ensino fundamental brasileiro: o percurso de

um processo acelerado de expansão. Brasília: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio

Teixeira, 2003.




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2236130817589

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.