Educação para sustentabilidade (EpS) e teorias de aprendizagem: um estudo bibliométrico dos últimos 10 anos

Nathália Rigui Trindade, Carolina Sampaio Marques, Maíra Nunes Piveta, Rodrigo Reis Favarin, Suelen Geíse Telocken, Marcelo Trevisan

Resumo


Uma poderosa ferramenta de mudanças e transformações sociais para um futuro sustentável tem sido considerada a Educação para Sustentabilidade (EpS). Em vista disto, para que os resultados esperados e os objetivos da EpS sejam alcançados, novas propostas pedagógicas são necessárias, uma vez que a mudança de comportamentos e de atitudes deve ser alcançada a partir de abordagens pedagógicas que sejam centradas na criticidade dos sujeitos. Para que isso seja possível, a EpS encontra oportunidades nas teorias de aprendizagem de epistemologia construtivista, como: Teoria de Aprendizagem Experiencial, Aprendizagem Transformadora, Aprendizagem Libertadora e Aprendizagem Social. O objetivo deste estudo constitui-se em identificar e analisar as características das publicações científicas sobre o tema EpS vinculadas às teorias de aprendizagem Experiencial, Transformadora, Libertadora e Social. A operacionalização do levantamento deu-se por meio de um estudo bibliométrico, com buscas na Web of Science e Scopus nos últimos dez anos, e também, nos anais dos eventos da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração (ANPAD). Os resultados evidenciam que essas são temáticas que estão em evidência nos últimos anos, sendo que a teoria da aprendizagem social é a que se encontra mais consolidada na literatura quando se trata de educação para sustentabilidade.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5902/1983465928966

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

  

Revista de Administração da UFSM. Brazilian Journal of Management

Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil, eISSN 1983-4659