Balanced scorecard: uma proposta para a gestão estrátegica de uma cooperativa de crédito rural

Silvana Dalmutt Kruger, Aline Simionato, Cleunice Zanella, Sérgio Murilo Petri

Resumo


Este estudo propõe um modelo para a gestão estratégica organizacional de uma cooperativa de crédito, por meio da utilização do Balanced Scorecard (BSC) e das perspectivas propostas por Kaplan e Norton (1997), visando identificar quais são os benefícios que a implantação do BSC pode oferecer para uma cooperativa de crédito. Caracteriza-se como um estudo de caso de cunho exploratório aplicado em uma cooperativa de crédito localizada no estado de Santa Catarina, com análise de dados qualitativa. Para a estruturação da proposta, consideraram-se as respostas dos gestores e colaboradores e as quatro perspectivas propostas pelo BSC, ponderando objetivos, metas e iniciativas para as perspectivas financeiras, de clientes, dos processos internos e de aprendizado e crescimento. Os resultados do estudo evidenciam que: (i) as fragilidades da instituição podem ser corrigidas a partir de metas e iniciativas, especialmente sob o enfoque dos clientes e da melhoria dos processos internos; (ii) a identificação de objetivos e metas permite a definição de iniciativas diretamente focadas na obtenção de melhores resultados para a entidade; e (iii) as estratégias da gestão da cooperativa de crédito estão refletidas em iniciativas que agregam e envolvem todos os colaboradores por meio da metodologia proposta pelo BSC.


Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5902/1983465916106

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

  

Revista de Administração da UFSM. Brazilian Journal of Management

Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil, eISSN 1983-4659