Massao Ohno: editor independente?

Leonardo David de Morais

Resumo


A trajetória do editor Massao Ohno esteve voltada predominantemente para a publicação de literatura, especialmente a poesia, gênero esse que, por conta das tiragens reduzidas em relação a outras manifestações literárias, acabou sendo fomentado, em parte significativa, por pequenas editoras, as assim chamadas independentes. Além de selecionar pessoalmente os textos que editou, Massao também foi designer de sua maioria absoluta, ademais de ter empreendido parcerias com outros editores no intuito de ampliar a circulação de sua produção. Nesse sentido, esta investigação propõe pensar se ou como a editora capitaneada por Ohno se configuraria à luz de alguns conceitos relativos à edição e à independência. O objetivo é o de atualizar, ainda que de maneira incipiente, a travessia editorial de Massao Ohno no campo literário brasileiro.


Palavras-chave


Campo literário; Edição; Independência; Massao Ohno

Texto completo:

Ler a publicação (HTML) PDF

Referências


ARAÚJO, Emanuel. A construção do livro. 2ª ed. Rio de Janeiro: Lexinkon Editora Digital; São Paulo: Fundação Editora da Unesp, 1986.

BONNEWITZ, Patrice. Primeiras lições sobre a sociologia de Pierre Bourdieu. Petrópolis: Vozes, 2005.

BOURDIEU, Pierre. A Economia das Trocas Simbólicas. Trad. Sérgio Miceli et alii. Introdução Sérgio Miceli. São Paulo: Perspectiva, 2013.

BOURDIEU, Pierre. As Regras da Arte: Gênese e Estrutura do Campo Literário. Trad. Maria Lúcia Machado. São Paulo: Companhia das Letras, 1996.

BOURDIEU, Pierre. O Poder Simbólico. Trad. Fernando Tomaz. 2ª ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1998.

CANDIDO, Antonio. Formação da literatura brasileira: momentos decisivos. 6ª ed. Belo Horizonte, MG: Editora Itatiaia, 1981.

CANDIDO, Antonio. Literatura e sociedade. 8ª edição. São Paulo: Publifolha, 2000.

CASANOVA, Pascale. A república mundial das letras. Trad. Marina Appenzeller. São Paulo: Estação Liberdade, 2002.

CHARTIER, Roger. Pierre Bourdieu e a história. Palestra proferida na UFRJ, Rio de Janeiro, 30 abr. 2002.

D’ELIA, Renata. HUNGRIA, Camila. Os dentes da memória. São Paulo: Azougue Editorial, 2011.

FRANÇA, Susani Silveira Lemos. Antonio Candido: um crítico que fez história. In: CANDIDO, Antonio. Literatura e sociedade. 8ª edição. São Paulo: Publifolha, 2000.

HALLEWELL, Laurence. O livro no Brasil: sua história. Trad. Maria da Penha Villalobos, Lóio Lourenço de Oliveira e Geraldo Gerson de Souza. 3ª ed. São Paulo: Edusp, 2017.

HOUAISS, Antônio. Elementos de bibliologia. Rio de Janeiro: Instituto Nacional do Livro, 1968.

HOUAISS, Antônio. Dicionário eletrônico Houaiss da língua portuguesa. Manaus: Editora Objetiva, 2009.

KNAPP, Wolfgang. O que é editora? São Paulo: Brasiliense, 1986.

MASSAO OHNO: poesia presente. Direção: Paola Prestes. Codireção: Juliana Kase. São Paulo: Serena Filmes, 2015. 1 DVD (90 min.).

MELLO, Heitor Ferraz. O editor dos Novíssimos. In: Revista da Biblioteca Mário de Andrade. São Paulo: Departamento Biblioteca Mário de Andrade. Volume 65, novembro de 2009.

MUNIZ JR., José de Souza Muniz. Girafas e bonsais: editores “independentes” na Argentina e no Brasil (1991-2015). Tese (Doutorado em Sociologia) - USP, São Paulo, 2016. Disponível em: https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8132/tde-28112016-103559/pt-br.php. Acesso em 20 jul. 2020.

OLIVEIRA, Ana Bicalho de. A independência é um modo de produção. Em Tese. Belo Horizonte, v. 22, n.3, pp.79-89, set./dez. 2016.

PEREIRA, Elaine Aparecida. O conceito de campo de Pierre Bourdieu: possibilidade de análise para pesquisas em história da educação brasileira. Revista Linhas. Florianópolis, v. 16, n. 32, p. 337-356, set./dez. 2015.

PIGNATARI, Décio. O que é comunicação poética. 8ª ed. Cotia, SP: Ateliê Editorial, 2005.

SILVA, José Armando Pereira da. Massao Ohno, editor. Cotia, SP: Ateliê Editorial, 2019.

WINNE, Hernán López; MALUMIÁN, Víctor. Independientes, ¿de qué? Hablan los editores de América Latina. México: FCE, 2016.




DOI: https://doi.org/10.5902/2763938X63334

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2021 Gutenberg - Revista de Produção Editorial

               

Gutenberg - Revista de Produção Editorial

Universidade Federal de Santa Maria

E-mail: gutenberg@ufsm.br

ISSN 2763-938X

 

Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença

Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.