Crescimento de mudas de Mimosa scabrella Benth em função de diferentes tamanhos de recipientes e doses de fertilizante

Ângela Maria Stüpp, Marcio Carlos Navroski, Dionéia Felippe, Daniella Del Castanhel Kniess, Julio Cesar Amancio, Matheos Abner Silva, Mariane de Oliveira Pereira

Resumo


O presente trabalho objetivou avaliar diferentes tamanhos de tubetes e doses de fertilizante de liberação controlada para a produção de mudas de bracatinga. Foram utilizados tubetes de 110 cm³ e 180 cm³, preenchidos com substrato comercial Tecnomax® e adicionadas as doses 0, 3, 6 e 9 g L-1 de fertilizante Osmocote®. O experimento foi realizado em delineamento inteiramente casualizado (DIC), em esquema bifatorial 2 x 4. Foram utilizadas quatro repetições, cada uma composta por 16 plantas. As avaliações foram feitas 96 dias após a semeadura. A análise morfológica foi realizada por meio de medições de altura da parte aérea (cm), diâmetro de colo (mm), bem como a relação entre altura da parte aérea e diâmetro de colo (H/D). A dosagem de fertilizante que se mostrou mais eficiente foi de 6 g L-1, e o tubete que promoveu resultado mais satisfatório foi de 180 cm³. As doses de adubo de liberação lenta influenciaram o crescimento inicial das mudas de bracatinga, demostrando potencial de uso na adubação da espécie.


Palavras-chave


Mimosa scabrella; Desenvolvimento inicial de mudas; Fertilizante de liberação controlada

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2316980X18613

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

>>>
Ecologia e Nutrição Florestal/Ecology and Forest Nutrition
enflo@ufsm.br / Fone: (55) 3220-8641.

Creative Commons License

Ecologia e Nutrição Florestal/Ecology and Forest Nutrition by www.ufsm.br/enflo is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

INDEXADORES:

AGRIS/CARIS, AGROBASE/BINAGRI, LATINDEX, REDE CARINIANA, DOAJ, EZB, PERIÓDICOS CAPES, TIB, CAB ABSTRACT.

_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________


DOI Geral: 10.5902/2316980X (os especificos estão nos RESUMOS - clique sobre o titulo do trabalho, no sumário) 

"Os trabalhos publicados na revista Ecologia e Nutrição Florestal/Ecology and Forest Nutrition são de responsabilidade dos seus autores e não representam, necessariamente, a opinião dos editores. A reprodução dos trabalhos é permitida, mediante citação da fonte."