Programa de Educação Tutorial: Lutas e Conquistas

Sheila Maria Rosin, Antonio Carlos Andrade Gonçalves, Mirian Marubayashi Hidalgo

Resumo


O Programa de Educação Tutorial, criado em 1979, vem ao longo de 37 anos se consolidando no sentido de buscar um ensino superior de qualidade por meio da indissociabilidade entre pesquisa, ensino e extensão. Desta forma, os objetivos deste artigo são sistematizar os principais marcos legais do Programa de Educação Tutorial, especialmente a partir de 2005, a fim de resgatar a história do Pet e sua importância como Programa destinado à graduação, além de analisar a importância da União dos grupos da UEM (UniPET) na constituição e manutenção do Programa.

Palavras-chaves: Programa de Educação Tutorial; Ensino Superior; Graduação


Palavras-chave


Programa de Educação Tutorial; Ensino Superior; Graduação

Texto completo:

PDF

Referências


CHAUÍ, M. A Universidade em ruínas. In: TRINDADE, H. (Org.). Universidade em Ruínas: na república dos professores. 2. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2000. p. 211-222.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 2006.

KEIDE, R.; JACÓ-VILELA, A. M. “Mens in corpore”: o positivismo e o discurso psicológico do século XIX no Brasil. In: JACÓ-VILELE, A. M. JABUR, F; RODRIGUES, E. de B. C. Clio-Psiché: história da psicologia no Brasil. Rio de Janeiro: NAPE, 1999. p. 261-280.

MARTIN, M. G. M. B. O Programa de Educação Tutorial – PET: formação ampla na graduação. 2007. 96 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Curitiba, Curitiba, 2005.

MASSIMI, M. Estudos históricos acerca da psicologia brasileira: uma contribuição. In: CAMPOS, Regina Helena de Freitas (Org.). História da psicologia. São Paulo: EDUC, 1996. p. 79-93.

MOURA E CASTRO, C de M. PET: houve distorções? Jornal da UNESP, Marília, n. 141, nov. 1999.

MÜLLER, A. Qualidade no ensino superior: a luta em defesa do Programa Especial de Treinamento. Rio de Janeiro: Garamond, 2003.




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2448190424495