COMPETEC - Dojo de Programação como reforço ao ensino de programação para alunos do ensino médio técnico

Arthur Paulucci Carnieto, Gustavo Fazani da Silva, Ingrid Monalisa de Lima Bicudo, Matheus Silva de Souza, Alex Gwo Jen Lan, Amanda Maria Martins Funabashi, Pedro Henrique Farias Cassiano, Sarajane Marques Peres

Resumo


O ensino de programação está no centro das atenções daqueles que estão preocupados com formação profissional na área de Computação. Os relatos sobre as dificuldades encontradas com o processo de ensino e aprendizagem dessa disciplina, assim como sobre as diferentes iniciativas propostas para superá-las, são cada vez mais frequentes. Neste artigo, um projeto voltado para o apoio ao aprendizado de conceitos de lógica e linguagem de programação é apresentado juntamente com os resultados de uma avaliação realizada sobre o ele. O projeto defende a aplicação da técnica de dojo de programação como um meio de reforçar o ensino de programação e mostra, por meio da experimentação prática desta ideia, que os resultados são positivos.

Palavras-chave


Ensino de Programação; Dojo de Programação; Programa de Educação Tutorial

Texto completo:

PDF

Referências


Bossavit, L. and Gaillot, E. (2005). The coder’s dojo - a different way to teach and learn programming. In Extreme Programming and Agile Processes in Software Engineering, volume 3556 of Lecture Notes in Computer Science, pages 1156–1158. Springer.

Bravo, M. V. (2011). Abordagens para o ensino de práticas de programação extrema. Master’s thesis, Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo.

Digiampietri, L. A., Peres, S. M., Nakano, N. T., Wagner, P. K., Silva, B. B. C., Teodoro, B., Silva Júnior, D. F. P., Pereira, G. V. A., Borges, G. O., Pereira, G. R., Santos, M. V. S., Baklisky, M., and Barros, V. A. (2013). Complementando o aprendizado em programação: Revisitando experiências no curso de sistemas de informação da USP. iSys: Revista Brasileira de Sistemas de Informação, 6:5–29.

Estàcio, B., Valentim, N., Rivero, L., Conte, T., and Prikladnicki, R.

(2015). Evaluating the use of pair programming and coding dojo in teaching mockups development: An empirical study. In Hawaii International Conference on System Sciences, pages 5084–5093.

Gomes, A. and Mendes, A. (2014). A teacher’s view about introductory programming teaching and learning: Difficulties, strategies and motivations. In Frontiers in Education Conference.

Heinonen, K., Hirvikoski, K., Luukkainen, M., and Vihavainen, A. (2013). Learning agile software engineering practices using coding dojo. In ACM SIGITE Conference on Information Technology Education, pages 97–102.

Luz, R. B. and Neto, A. (2012). Usando dojos de programação para o ensino de desenvolvimento dirigido por testes. In Anais do Simpósio Brasileiro de Informática na Educação, pages 1–10.

Peres, S. M. and Boscarioli, C. (2011). Valorizando o ambiente acadêmico da graduação com o Programa de Educação Tutorial do Ministério da Educação, chapter Inovações curriculares: experiências no ensino superior, pages 536–559. FE/Unicamp.

Santos, R. P. and Costa, A. X. (2006). Análise de metodologias e ambientes de ensino para algoritmos, estruturas de dados e programação aos iniciantes em computação e informática. INFOCOMP, 5(1):41–50.

Sato, D. T., Corbucci, H., and Bravo, M. V. (2014). Coding dojo: An

environment for learning and sharing agile practices. In Agile Conference, pages 459–464. IEEE.




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2448190424411

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários