OS REFLEXOS DA CULTURA TECNOLÓGICA NA ORGANIZAÇÃO DO PODER JUDICIÁRIO: PROPOSTA DE ESTUDO À LUZ DOS PRINCÍPIOS DA PUBLICIDADE E DA EFICIÊNCIA

Lahis Pasquali Kurtz, Aires José Rover

Resumo


O presente artigo apresenta uma proposta de verificação dos indicadores utilizados para medir o desempenho do Poder Judiciário, identificando possíveis modelos de gestão e de que forma eles se relacionam à importância conferida aos princípios da publicidade e da eficiência da administração pública. Utilizou-se o método indutivo exploratório, dado seu caráter propositivo de verificação futura sobre o tema. Percebe-se que as tecnologias permeiam os modelos de gestão e as visões de sociedade por trás deles, bem como os modelos de governo eletrônico daí advindos. Nesse contexto, conclui-se que medidas que busquem solucionar a “crise do judiciário” dependem da adoção de uma visão abrangente, que permita adequar as estratégias implementadas pelo Conselho Nacional de Justiça às demandas da cibersociedade, que exige não somente o enfoque na eficiência, mas um adequado balanceamento, para que as estratégias de avaliação de desempenho do sistema judicial deem sentido também à publicidade da administração pública.

Palavras-chave


cibercultura; crise do Judiciário; eficiência; publicidade

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2316305425335

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




 

REDESG - Revista Direitos Emergentes na Sociedade Global

Vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Direito da Universidade Federal de Santa Maria - www.ufsm.br/ppgd

 

ISSN 2316-3054      Digital Object Identifier (DOI): 10.5902/23163054

www.ufsm.br/redesg www.facebook.com/redesg

 

 

 

 

Indexações:


Início