CIBERATIVISMO AMBIENTAL: O EXERCÍCIO DA CIDADANIA EM REDE.

Leila Cassia Picon

Resumo


O espirito transformador do homem mitigado com a insatisfação frente as desigualdades e outras dificuldade de cunho social refletem um apanhado de lutas e mobilizações na busca de intervenção no status quo. Neste contexto destaca-se as manifestações sociais que ganharam um novo espaço e também o ativismo a favor de certas causas que ganharam uma nova forma de concretizar a participação democratica em rede. Em tempos de realidade virtual, com o advento da internet, e o turbilhão de possibilidades que se apresentam, busca-se fazer um estudo do ativismo social-ambiental  no ciberespaço – Ciberativismo, Essas ações são consideradas como um espaço complementar de mobilização e politização pública, ações virtuais que contribuem com assembleias, passeatas e reclamações coletivas. O ciberativismo pode ser praticado por qualquer pessoa ou grupo que possui acesso à Internet.


Palavras-chave


direito ambiental, ciberdemocracia, internet

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2316305413684

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




 

REDESG - Revista Direitos Emergentes na Sociedade Global

Vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Direito da Universidade Federal de Santa Maria - www.ufsm.br/ppgd

 

ISSN 2316-3054      Digital Object Identifier (DOI): 10.5902/23163054

www.ufsm.br/redesg www.facebook.com/redesg

 

 

 

 

Indexações:


Início