SENSACIONALISMOS A SANGUE FRIO: A RUPTURA NA NARRATIVA DO CRIME EM TRUMAN CAPOTE

Salo de Carvalho, Mariana de Assis Brasil e Weigert

Resumo


O estudo procura identificar o estilo e o conteúdo sensacionalista de narrativa do crime presente no jornalismo investigativo e comparar com os discursos jurídico-penais de natureza inquisitória, com o objetivo de identificar uma forma peculiar de representação social dos atores de fatos puníveis. Apresenta, como contrapontos, o gênero literário nonfiction novel, que funda as bases do Novo Jornalismo, e a teoria da rotulação (labeling approach), que estabelece uma nova forma de percepção do crime e do criminoso na criminologia contemporânea.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/2316305410350

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




 

REDESG - Revista Direitos Emergentes na Sociedade Global

Vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Direito da Universidade Federal de Santa Maria - www.ufsm.br/ppgd

 

ISSN 2316-3054      Digital Object Identifier (DOI): 10.5902/23163054

www.ufsm.br/redesg www.facebook.com/redesg

 

 

 

 

Indexações:


Início