Evidenciação dos demonstrativos em Entidades Sindicais: caso dos Auditores Fiscais do Estado do Rio Grande do Norte

Valdério Freire de Moraes Júnior, Pedro Lopes de Araújo Neto, Antonio Marcos Soares Brasil

Resumo


Para os contadores, não tem sido fácil definir exatamente que informações devem ser evidenciadas nas demonstrações contábeis. Além do fato de que os modelos utilizados por um grupo de empresas podem não ser adequados a outro, há ainda a diferença de nomenclaturas entre os modelos sugeridos pela legislação societária para as empresas de capital aberto e para outras entidades, como por exemplo, as do terceiro setor. O objetivo deste trabalho é analisar se o modelo sugerido pela legislação societária e o CFC são adequados às entidades sindicais. Para isso foram realizados estudos bibliográficos em várias fontes e aplicado questionário para identificar as necessidades dos usuários deste segmento. Os resultados mostraram que os entrevistados, quando filiados a uma entidade sindical, desejam saber, para avaliar a gestão da entidade, não somente quanto foi gasto de recursos, mas como foi gasto. Verificou-se também que a maioria destes prefere relatórios que evidenciem os gastos realizados por elementos de despesas, discriminado por objetivos, além da segregação das despesas meios das fins. A partir dessas constatações foi apresentado um exemplo de demonstração do superávit ou déficit para entidades sindical, elaborado com base na NBC T 10.18 e T 10.19, e comparado com os resultados da pesquisa.


Palavras-chave


Demonstrações Contábeis; Entidades Sindicais; Terceiro setor

Texto completo:

PDF




 

Revista Sociais e Humanas (ISSN online 2317-1758)

Universidade Federal de Santa Maria | Centro de Ciências Sociais e Humanas

Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil.

E-mail: revistaccsh@gmail.com | Telefone: (55) 32208522


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.