O DANO MORAL AMBIENTAL NOS ORDENAMENTOS JURÍDICOS BRASILEIRO E ARGENTINO

Daniel Lena Marchiri Neto, Gabriel Gonzales Zanella, Luiz Ernani Bonesso de Araújo

Resumo


A teoria da reparação integral, calcada na responsabilidade
objetiva dos prejuízos causados ao meio ambiente,
é um assunto bastante discutido na doutrina e jurisprudência
nacionais. Partindo desta teoria, verifica-se que
o dano ambiental deve ser reparado tanto na esfera material
(formada pelos elementos físicos da natureza) quanto
na esfera moral (constituída pelos valores primordiais da
coletividade, como o bem-estar, o direito à vida, à saúde, à
dignidade, etc). Todavia, quanto ao segundo ponto, surge
uma grande dúvida: esses valores, quando agredidos por
meio de um dano ambiental, poderão produzir abalos morais
que merecem reparação e proteção jurídica? O presente
artigo tem por finalidade avaliar a compatibilidade do dano
moral ambiental no ordenamento jurídico brasileiro.

Palavras-chave


reparação integral, dano ambiental, dano moral.

Texto completo:

PDF




 

Revista Sociais e Humanas (ISSN online 2317-1758)

Universidade Federal de Santa Maria | Centro de Ciências Sociais e Humanas

Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil.

E-mail: revistaccsh@gmail.com | Telefone: (55) 32208522


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.