RELAÇÃO ENTRE FAMÍLIAS, ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO, AFETIVIDADE E CONSUMO: ESTUDO REALIZADO EM BAIRROS DO RIO DE JANEIRO

Roberto Luís da Silva Carvalho, Lavínia Davis Rangel Pessanha

Resumo


Os animais de estimação, atualmente, estão assumindo um papel diferenciado nas relações intrafamiliares, principalmente no que tange ao antropomorfismo. Assim, o presente estudo teve como objetivo analisar os gastos envolvendo os animais de estimação, nos domicílios particulares na área do Grande Méier, no Rio de Janeiro, no ano de 2007, identificando as relações existentes com o comportamento do proprietário. Foi observado que existe uma tendência daqueles proprietários que possuem maior vínculo antropomórfico com seus animais gastarem mais com seus animais. Sugerindo assim a existência da relação do consumo por afetividade, onde os proprietários buscam dar o que acreditam ser presumidamente melhor para seus animais de estimação.


Palavras-chave


Animais de estimação; Gastos familiares; Antropomorfismo

Texto completo:

PDF




 

Revista Sociais e Humanas (ISSN online 2317-1758)

Universidade Federal de Santa Maria | Centro de Ciências Sociais e Humanas

Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil.

E-mail: revistaccsh@gmail.com | Telefone: (55) 32208522


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.