NOVOS PAPÉIS DOS DIRETORES ESCOLARES: DESAFIOS E QUESTÕES PARA A GESTÃO DEMOCRÁTICA DA EDUCAÇÃO

Maria de Fátima Magalhães de Lima

Resumo


O objetivo deste trabalho é analisar o funcionamento dos conselhos escolares como uma das estratégias da gestão democrática em escolas do ensino fundamental com bons resultados em exames nacionais. A pesquisa, um estudo de caso, considerou as abrangentes funções dos diretores escolares em face da capilaridade social da escola, e das mudanças na performance e no espectro jurídico dos conselhos ocorridas nas últimas décadas. Considerou ainda, o perfil dos diretores, a percepção dos professores sobre a gestão e as dinâmicas dos conselhos. Reporta-se aos dados de um survey aplicado junto a quatro escolas públicas da rede municipal do Rio de Janeiro, aos questionários aplicados aos diretores e professores, entrevistas, análise documental e observações. A análise dos dados evidenciou que a gestão democrática e os correlatos mecanismos de participação não se efetivam plenamente e os conselhos escolares, em particular, se constituem como instrumentos predominantemente protocolares. Argumenta-se, na análise, que as mudanças ocorridas contribuem para as incongruências no exercício democrático deste organismo na gestão escolar.


Palavras-chave


Gestçao escolar; Gestão democrática; Diretores escolares; Conselhos escolares

Texto completo:

PDF




 

Revista Sociais e Humanas (ISSN online 2317-1758)

Universidade Federal de Santa Maria | Centro de Ciências Sociais e Humanas

Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil.

E-mail: revistaccsh@gmail.com | Telefone: (55) 32208522


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.