DEMOGRAFIA E O ENVELHECIMENTO EM PORTUGAL E NO BRASIL: REFLEXÕES PARA O DESENVOLVIMENTO REGIONAL

Miriam Cabrera Corvelo Delboni, Silvia Virginia Coutinho Areosa, Juliana Rohde, Aline Sarturi Ponte, Nathalie da Costa Nascimento, Andreisi Carbone Anversa

Resumo


Neste artigo, apresenta-se a relação do envelhecimento populacional com o desenvolvimento regional e se evidenciam dados sobre o envelhecimento em Portugal e no Brasil. Apontam-se e analisam-se dados censitários da população portuguesa, bem como dados censitários da população brasileira. Conclui-se que em todas as regiões estudadas há um envelhecimento populacional evidente, no entanto com particularidades distintas e com necessidades específicas para cada região.


Palavras-chave


Envelhecimento; Demografia; Desenvolvimento Regional

Texto completo:

PDF

Referências


ABRUCIO, F. L. Trajetória recente da gestão pública brasileira: um balanço crítico e a renovação da agenda de reformas. Revista de Administração Pública [online], v. 41, p. 67-86, 2007.

ALCÂNTARA, A. O.; CAMARANO, A. A.; GIACOMIM, K. C. Política nacional do idoso: velhas e novas questões. Rio de Janeiro: Ipea, p.615, 2016.

AREOSA, S. V. C. Envelhecimento humano: realidade familiar e convívio social de idosos do Rio Grande do Sul (Brasil) e da Catalunha (Espanha). Porto Alegre:

EDIPUCRS, 2012.

BANDEIRA, M. S. de M. D. Diogo de Sousa, o urbanista: leituras e texturas de uma cidade refundada. Reposutoriun, Universidade do Minho, Braga, Portugal, 2000.

BECKER, W. Teaching economics in the 21st century. Journal of Economic Perspectives, v. 14, p. 109-119, 2000.

BERNARDES, N. Bases geográficas do povoamento do estado do Rio Grande do Sul. Ijuí: Editora Unijuí, 1997.

CARVALHO, J. A. M.; WONG, L. R. A transição da estrutura etária da população brasileira na primeira metade do século XXI. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, nº 24, v. 3, p. 597-605, mar. 2008.

CRESWELL, J.W. Projeto de Pesquisa: métodos qualitativo, quantitativo e misto. Porto Alegre: Bookman. 2010

GARDNER, P. J. Envelhecimento saudável: uma revisão das pesquisas em Língua Inglesa. Revista Movimento, Porto Alegre, v. 12, nº 2, p. 69-92, maio./ago. 2006.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Infográficos: evolução populacional e pirâmide etária, 2012. Disponível em: http://cidades.ibge.gov.br/painel/populacao.php. Acesso em: 2 ago. 2016.

______. Portal. Disponível em: http://www.ibge.gov.br/. Acesso em: ago. 2014.

______. Censo 2010. Disponível em: http://censo2010.ibge.gov.br/.ago 2014.

______. Censo 2000. Disponível em: http://censo2000.ibge.gov.br/. ago. 2014.

INE – Instituto Nacional de Estatística. Recenseamento 2012. Disponível em: http://www.ine.st/2012.html. Acesso em: ago. 2014.

______. Censos 2011. Disponível em: http://censos.ine.pt/xportal/xmain

______. Nuts 2013: as novas unidades territoriais para fins estatísticos. Lisboa, 2015.

KIST, R. B. B.; AEROSA, S. V. C. Envelhecer na perspectiva do envelhecimento satisfatório: o caso dos idosos do Vale do Rio Pardo. REDES – Revista do Desenvolvimento Regional, Santa Cruz do Sul, v. 19, ed. especial, p. 1-184, 2014.

LEITÃO, A. M. As lutas contra o salazarismo no Brasil: Estudos a serem aprofundados. Projeto História, São Paulo, nº 53, p. 275-285, maio.-ago. 2015.

MINAYO, M. C. Ciência, técnica e arte: o desafio da pesquisa social. In: ______ (Org.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 21. ed. Petrópolis: Vozes, 2002. p. 9- 29.

MORAES, E. N. de. Atenção à saúde do idoso: aspectos conceituais. São Paulo:

OPAS, 2012. 102 p.

NEY, M. S.; PIERANTONI, C. R.; LAPÃO, L. V. Sistemas de avaliação profissional e contratualização da gestão na Atenção Primária à Saúde em Portugal. SAÚDE DEBATE, Rio de Janeiro, v. 39, nº 104, p. 43-55, jan.-mar. 2015.

ONU – Organização das Nações Unidas. Plano de ação internacional para o envelhecimento. Trad. de Arlene Santos. Brasília: Secretaria Especial dos Direitos Humanos, 2002.

______. World population prospective. Disponível em: http://esa.un.org/unpp/p2k0data.asp. Acesso em: 16 maio. 2016.

PORTUGAL. Direção-Geral da Saúde. A saúde dos portugueses. Perspectiva 2015. Lisboa: Direção-Geral da Saúde, 2015. Disponível em: https://www.dgs.pt/estatisticasde-saude/estatisticas-de-saude/publicacoes/a-saude-dos-portugueses-perspetiva2015.aspx. Acesso em: jul. 2015.

REHER, D. S. Rumo a um declínio demográfico de longo prazo: discussão de questões relevantes. Revista Européia de População, v. 23, nº II, p. 189- 207, 2007.

______. A transição demográfica revisitada como um processo global. População, Espaço e Lugar, v. 10, p. 19-41, 2004.

REMOALDO, P. C. A. A Geografia da Saúde portuguesa – sonhos e realidades. Territoris Universitat de les Illes Balears, nº 5, p. 33-48, 2005.

SEN, A. Desenvolvimento como liberdade. São Paulo: Companhia das Letras, 2000.

WONG, L. L. R.; CARVALHO, J. A. O rápido processo de envelhecimento populacional do Brasil: sérios desafios para as políticas publicas. Revista Brasileira de Estudos Populacionais, v. 23, nº 1, p. 5-26, 2006.




DOI: https://doi.org/10.5902/2317175834555

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

 

Revista Sociais e Humanas (ISSN online 2317-1758)

Universidade Federal de Santa Maria | Centro de Ciências Sociais e Humanas

Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil.

E-mail: revistaccsh@gmail.com | Telefone: (55) 32208522


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.