O PIONEIRISMO DAS ALUNAS DA FACULDADE DE DIREITO DE PELOTAS-RS: A INCLUSÃO FEMININA ATRAVÉS DA EDUCAÇÃO

Valesca Brasil Costa

Resumo


Este trabalho tem por objetivo abordar sobre a memória das ex-alunas da Faculdade de Direito de Pelotas-RS. A primeira fase da pesquisa é a revisão bibliográfica, com obras de História da Educação, e Ensino Jurídico, a segunda fase teve como local a Biblioteca Pública Pelotense e a Faculdade de Direito de Pelotas. Este trabalho resgata mulheres que fizeram a história da Faculdade de Direito de Pelotas, Heloísa do Nascimento ( primeira professora de Direito da Brasil), Sophia Galanternick, (primeira mulher Promotora Pública no RS),  Maria Soares, (juíza de Direito no interior do RS), Rosah Russomano, (primeira mulher a receber título de Professora Emérita na UFPel),  Gilda Russomano (que deu a honra de ser a primeira mulher no Brasil a ser diretora de uma Faculdade de Direito), e por fim  Lia Palazzo, (aluna desta casa e também diretora com destaque nesta instituição). O que  percebemos neste momento da pesquisa, é que essas  mulheres  superaram através da educação o preconceito e a limitação imposta por uma sociedade patriarcal e foram pioneiras em suas profissões no campo jurídico.


Palavras-chave


História da Educação; Mulher; Direito; Precursoras; Inclusão

Texto completo:

PDF




 

Revista Sociais e Humanas (ISSN online 2317-1758)

Universidade Federal de Santa Maria | Centro de Ciências Sociais e Humanas

Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil.

E-mail: revistaccsh@gmail.com | Telefone: (55) 32208522


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.