FEMINISMO E MOVIMENTOS DE MULHERES NO CONTEXTO BRASILEIRO: A CONSTITUIÇÃO DE IDENTIDADES COLETIVAS E A BUSCA DE INCIDÊNCIA NAS POLÍTICAS PÚBLICAS

Mariana de Lima Campos

Resumo


A atuação dos movimentos feministas abriu possibilidades e oportunidades para que mulheres, em sua multiplicidade de vivências, pudessem exercer o seu direito de participação política e social na busca por reconhecimento, igualdade e transformações sociais. Diante de cenários de oportunidades políticas favoráveis, as questões relativas aos direitos das mulheres no Brasil puderam ter outro status no discurso político e adentrar na agenda pública por meio do ativismo e ações de contestação, como também por meio da interação com Estado. Encampando diferentes lógicas de ação coletiva, mulheres impulsionadas pelo pensamento feminista se organizaram e se mobilizaram não só em manifestações e protestos, como também atuaram em instâncias participativas institucionalizadas, buscando incidir sobre a construção de políticas públicas perante suas demandas, lutas por direitos e mudanças sociais. O intuito deste artigo é apresentar por meio de uma análise histórica, uma contextualização que possibilite evidenciar o protagonismo da atuação dos movimentos feministas na busca por direitos e demais agendas junto ao Estado e à sociedade, demarcando a importância política de suas lutas ao longo dos últimos anos no Brasil para que se fortalecesse a tendência da formulação de políticas mais inclusivas e relativas aos direitos das mulheres.


Palavras-chave


Feminismo; Movimentos feministas; Movimentos de mulheres; Políticas públicas

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/2317175827310



 

Revista Sociais e Humanas (ISSN online 2317-1758)

Universidade Federal de Santa Maria | Centro de Ciências Sociais e Humanas

Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil.

E-mail: revistaccsh@gmail.com | Telefone: (55) 32208522


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.