DETERMINANTES SOCIAIS E TERRITÓRIO EM SUA INTER-RELAÇÃO COM AS FAMÍLIAS E OS PROCESSOS DE SAÚDE-DOENÇA

Carla Oliveira Jacques, Graziela Milani Leal

Resumo


No contexto sócio-histórico de apreensão e intervenção no processo de saúde-doença, apesar de todos os avanços no campo do marco legal, ainda figura como um desafio para a realidade brasileira a materialização e implementação integral dos princípios norteadores preconizados pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Tensionados pelo contexto neoliberal que configura o papel do Estado em sua intervenção mínima e a intensificação das expressões da questão social, não raras vezes a responsabilidade por atender às demandas por proteção social recaem em uma culpabilização e estigmatização sobre as famílias. Desta forma, este artigo busca problematizar o movimento de apreensão sócio-histórica do processo saúde-doença e sua relação com as famílias,  sobretudo, sob a ótica de sua materialidade socioespacial e de seus determinantes sociais, mediadas por meio das políticas públicas.



Palavras-chave


Famílias; Saúde-doença; Determinantes Sociais; Território.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2317175826620

  

 

Revista Sociais e Humanas  (ISSN online 2317-1758)

Universidade Federal de Santa Maria

Centro de Ciências Sociais e Humanas

Rio Grande do Sul, Brasil.

E-mail: revistaccsh@gmail.com

Fone (55) 32208522