TRILHAS DA IMAGINAÇÃO: COMPREENDENDO A CONSTRUÇÃO HISTÓRICA E SOCIAL DO “EXOTISMO AMAZÔNICO” POR UMA LEITURA ECOSSISTÊMICA COMUNICACIONAL

Rafael de Figueiredo Lopes, Wilson de Souza Nogueira

Resumo


O artigo propõe uma reflexão sobre o contexto exótico e espetacular atribuído à Amazônia, numa perspectiva metodológica ecossistêmica comunicacional, ou seja, analisando o fenômeno na articulação entre fatores históricos, humanos, socioculturais, ambientais e tecnológicos. Desse modo, expõe um mosaico de multiplicidades, procurando resgatar aspectos que contribuíram para a cristalização do imaginário sobre a região, enfocando características relativas à formação do ambiente natural, à presença humana e suas diferentes etnias e às transformações socioculturais ocorridas ao longo do processo histórico.  Percebe-se, que a força de ideologias hegemônicas construíram ideias e valores que ainda se propagam no senso comum, principalmente, pelos meios de comunicação. Assim, as concepções sobre a Amazônia costumam reproduzir símbolos e valores do imaginário colonizado, reforçando estereótipos, clichês culturais e limitando a compreensão das singularidades de uma região heterogênea.


Palavras-chave


Ecossistemas Comunicacionais; História; Amazônia; Imaginário.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2317175824349



 

Revista Sociais e Humanas (ISSN online 2317-1758)

Universidade Federal de Santa Maria | Centro de Ciências Sociais e Humanas

Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil.

E-mail: revistaccsh@gmail.com | Telefone: (55) 32208522


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.