REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA INFÂNCIA INDÓCIL: análise dos registros nos livros de ocorrência em uma escola municipal de Santa Maria/RS

Sibila Luft

Resumo


Este artigo apresenta os resultados obtidos na pesquisa de Doutorado desenvolvida na Linha de Pesquisa “Educação Especial”, do Programa de Pós-Graduação em Educação do Centro de Educação da UFSM, que objetivou conhecer as conhecer as representações produzidas no espaço escolar sobre os alunos indóceis, a partir da análise dos livros de ocorrência. A pesquisa foi de cunho qualitativo, sendo efetuada uma análise documental, nos livros de registro de ocorrência, envolvendo alunos dos anos iniciais de uma escola da rede municipal de Ensino Fundamental da cidade Santa Maria/RS, onde analisamos 743 registros, em 5 livros. A coleta ocorreu no período de junho a julho de 2011, com a utilização de diário de campo e fotocópia do material. Para a análise e interpretação dos dados coletados, utilizamos a análise de conteúdo (BARDIM, 1977/2011), e com o aporte teórico da Teoria das Representações Sociais, buscamos conhecer as representações formadas, e seu impacto nas práticas de in/exclusão. No contexto pesquisado, os alunos que apresentam questões de ordem comportamental, indisciplina, agressões a colegas, desacato à professora, são os mais vulneráveis à exclusão do espaço escolar. As medidas e procedimentos adotados pela escola em relação à infância indócil vão desde a exclusão de forma fracionada, por dias (um, dois, três, cinco, sete); ameaças de exclusão, representada na forma de transferência dirigida para outra escola; a ameaça de exclusão de projetos sociais bem como a negação da participação de assistir aula de determinadas disciplinas. A abordagem interdisciplinar pode abrir caminhos e possibilidades, visando a contribuir para as discussões e pesquisas sobre esta temática em questão, crucial para o investimento no campo das Políticas Públicas em Educação, contribuindo, assim, para a permanência destas demandas de alunos na escola, minimizando impactos da exclusão escolar, o que a pesquisa evidenciou como ainda presente.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2317175821743



 

Revista Sociais e Humanas (ISSN online 2317-1758)

Universidade Federal de Santa Maria | Centro de Ciências Sociais e Humanas

Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil.

E-mail: revistaccsh@gmail.com | Telefone: (55) 32208522


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.