A Dama de Caio: Interfaces entre Literatura e Sociologia

Lenine Ribas Maia, Guilherme Rodriguez Passamani, Luciana Montemezzo

Resumo


Este trabalho busca a aproximação entre a literatura e a
sociologia. A análise problematizará o conto Dama da
Noite, de Caio Fernando Abreu, do livro Os Dragões não
Conhecem o Paraíso (1988). Os elementos que articularão
a conexão entre as áreas serão os pressupostos de identidade
presentes na obra. Mediante o entendimento de
identidade a partir de uma lógica pós-moderna, por meio
de uma pesquisa bibliográfica, o marco teórico do ensaio
será o livro A Identidade Cultural na Pós-Modernidade
(2002), de Stuart Hall, e a obra Identidade (2005), de
Zygmunt Bauman. Valendo-se de um narrador
autodiegético, Caio dá vida à dama. As questões de identidade permeiam todo o conto, na fala da personagem.
Entendemos como possível a aproximação entre a literatura
e a sociologia, neste conto, porque é nítido um universo
que está para além do literário, demonstrando de
maneira clara a função social da literatura.

Palavras-chave


Identidade; Pós-modernidade; Literatura.

Texto completo:

PDF




 

Revista Sociais e Humanas (ISSN online 2317-1758)

Universidade Federal de Santa Maria | Centro de Ciências Sociais e Humanas

Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil.

E-mail: revistaccsh@gmail.com | Telefone: (55) 32208522


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.