Fusões e aquisições (F&A) de empresas no Brasil (1990-2006)

Pascoal José Marion Filho, Gisele Magalhães Vieira

Abstract


O artigo avalia a evolução das transações de fusões e aquisições (F&A) de empresas no Brasil no período de 1990 a 2006 e mudanças no ambiente econômico nacional. O modelo analítico pressupõe que as mudanças na economia brasileira (causadas pela abertura comercial, liberalização financeira, desregulamentação da economia e privatizações) são potencializadoras do processo. A pesquisa permite concluir que houve uma aceleração nas transações de fusões e aquisições no país no período estudado e que elas foram pouco representativas internacionalmente, pois acompanharam a dinâmica mundial. Constatou-se também que a redução das tarifas de importação, as mudanças na legislação sobre capitais estrangeiros, as alterações na regulamentação da defesa da concorrência e a venda de empresas estatais favoreceram a evolução do processo. Além disso, verificou-se que as transações de F&A transfronteiriças ocorreram em número superior ao de transações domésticas, o que contribui para a maior internacionalização da economia, e que as indústrias de alimentos, bebidas e fumo tiveram o maior número de ações.




DOI: https://doi.org/10.5902/198346592243



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

  

  

Revista de Administração da UFSM. Brazilian Journal of Management

Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil, eISSN 1983-4659