ANÁLISE DO PREGÃO ELETRÔNICO E PRESENCIAL NA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MATO GROSSO DO SUL

Simone de Oliveira Rocha Cavalcante, Lucimara Inácio do Prado da Silva, Moisés Centenaro, Carlos Otávio Zamberlan

Resumo


O presente artigo tem como objetivo fazer uma análise comparativa, por meio de um estudo de caso, na Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, entre o pregão eletrônico e presencial. A pesquisa foi realizada, tendo como base os valores de referência constante do edital e o valor final licitado. O estudo visa verificar a economicidade em cada modalidade com foco no preço, no tempo decorrente a contar da inicialização ao término de cada processo em cada modalidade, o qual fora considerado em dias corridos identificando em quais modalidades são realizados maiores números de contratações com empresas da região de Dourados-MS, do estado de Mato Grosso do Sul ou de outras localidades. Como metodologia foi utilizado o estudo de caso, dos Pregões Presencias e eletrônicos realizados no ano de 2013, afim de analisar nos processos selecionados, o tempo, preço e contratação local. O estudo demonstra ainda as diferenças básicas procedimentais entre as duas modalidades e ao final apresenta os resultados alcançados, os quais foram distintos do esperado uma vez que nos processos analisados, a modalidade eletrônica não apresentou maior eficiência com relação a maior economicidade, agilidade e nem com relação a contratação local.  


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/2526629225878

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




     Sumários.org

logo ROAD  

  

Revista Práticas de Administração Pública -ISSN 2526-6292

Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, Brasil

e-mail: revistapap@ufsm.br