https://periodicos.ufsm.br/reter/issue/feed Revista Tecnologias Educacionais em Rede (ReTER) 2021-11-26T13:31:16-03:00 Andre Zanki Cordenonsi e Susana Cristina dos Reis reter@ufsm.br Open Journal Systems <p style="text-align: justify;">A <strong>ReTER</strong> <strong>-</strong> <strong>Revista Tecnologias Educacionais em Rede </strong>(ISSN:2675-9950), é uma publicação com o objetivo de democratizar a divulgação do conhecimento gerado a partir de pesquisas, experiências e análises na área interdisciplinar com ênfase no uso, desenvolvimento e gestão educacional mediadas por tecnologias. Busca publicar trabalhos oriundos das mais diversas áreas do conhecimento, desde que abordem pesquisas consolidadas sobre a proposta de desenvolvimento, uso e gestão envolvendo tecnologias educacionais em rede. A ReTER recebe artigos em fluxo contínuo em português, inglês e espanhol.</p> https://periodicos.ufsm.br/reter/article/view/64882 “WHAT'S HAPPENING?”: ESTUDOS COM O TWITTER NA EDUCAÇÃO 2021-11-16T13:22:20-03:00 Jean Carlos da Silva Monteiro falecomjeanmonteiro@gmail.com <p>Este artigo tece sobre as contribuições da mídia social Twitter na aprendizagem. A finalidade da pesquisa é verificar o potencial da referida mídia social no processo formativo de professores e alunos. Com este objetivo, pretende-se responder a seguinte questão: “Que experiências educativas se encontram disponíveis na internet a respeito do Twitter na Educação?”. Para tanto, realizou-se um estudo bibliográfico que buscou identificar os manuscritos, publicados a partir de 2010, em revistas científicas brasileiras, que versavam acerca da temática e seus efetivos contributos na educação. A busca foi realizada no Google Acadêmico, por meio dos descritores “Twitter na aprendizagem”, “Twitter na educação” e “Twitter no ensino”, no período de novembro de 2020 a fevereiro de 2021. Verificou-se que o Twitter pode se constituir em uma ferramenta pedagógica, por apresentar vantagens para uma aprendizagem significativa quando bem explorada pelo professor em contexto educativo.</p> 2021-05-31T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 ReTER - Revista Tecnologias Educacionais em Rede https://periodicos.ufsm.br/reter/article/view/65201 EXPECTATIVAS DE ALUNOS DO ENSINO MÉDIO DE RONDONÓPOLIS-MT QUANTO AO USO DE TECNOLOGIAS DIGITAIS NA SUA FORMAÇÃO 2021-11-16T13:22:20-03:00 Marijane de Oliveira Soares lorrane_marijane17@hotmail.com Ana Paula Teixeira Porto anapaulateixeiraporto@gmail.com <p>No momento histórico contemporâneo os jovens são frutos de uma geração digital, que fazem uso das tecnologias digitais em diferentes atividades de seu cotidiano, existindo uma cultura digital estabelecida na Internet. Assim, o objetivo geral é compreender que expectativas os alunos do ensino médio da Escola Estadual Professor Domingos Aparecido dos Santos têm com relação ao uso de tecnologias digitais em sua formação escolar. Para o alcance do objetivo traçado foi desenvolvida uma pesquisa do tipo exploratório-descritiva, com método indutivo e análise qualitativa em dados primários e discussão com dados secundários. Com o estudo realizado foi alcançado o objetivo geral ao apresentar as expectativas dos alunos do ensino médio da Escola Estadual Professor Domingos Aparecido dos Santos têm com relação ao uso de tecnologias digitais em sua formação escolar, com a apresentação de que necessitam de maior disponibilidade de novos recursos tecnológicos pela escola; maior participação dos professores enquanto mediadores e maior interesse dos colegas para o estudo em grupo. Dessa forma, pode-se concluir que as expectativas dos alunos tem relação com a mudança de ação da escola com melhores investimentos em tecnologia, ao mesmo tempo, que eles apontam a necessidade de uma mudança de postura dos professores e alunos, com relação ao interesse, mediação e atividades a partir do uso das tecnologias digitais.</p> 2021-06-21T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 ReTER - Revista Tecnologias Educacionais em Rede https://periodicos.ufsm.br/reter/article/view/65642 MAPEAMENTO DE PRODUÇÕES CIENTÍFICAS ACERCA DE ATIVIDADES E FERRAMENTAS DIGITAIS NA EDUCAÇÃO NA PERSPECTIVA DA TAXONOMIA DE BLOOM 2021-11-16T13:22:20-03:00 Flávia Pereira Righi flaviarighi87@gmail.com Tanara da Silva Dicetti tanarasdicetti@gmail.com Ana Marli Bulegon anabulegon@gmail.com Este trabalho teve por objetivo mapear as produções científicas sobre atividades e ferramentas digitais na educação, na perspectiva da Taxonomia de Bloom, de modo a ampliar o debate sobre as dinâmicas de sala de aula com uso de Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC). Para isso, adotou-se o mapeamento sistemático como método para busca e seleção de produções científicas nos portais Scielo, Google Acadêmico e Biblioteca Digital de Teses e Dissertações, além das plataformas das revistas Renote e Revista Brasileira de Informática na Educação. Como delimitadores da pesquisa, foi estabelecido o período de 10 anos de publicação, bem como materiais em língua portuguesa. Diante desse cenário, foi composta uma amostra de 11 trabalhos, os quais relacionam propostas de atividades e ferramentas digitais para uso em sala de aula, fundamentados na Taxonomia de Bloom. Após os estudos desses materiais, evidenciou-se múltiplas aplicabilidades das TIC na Educação e sua adequação aos objetivos cognitivos da taxonomia, tais como: tarefas on-line presenciais com uso de TIC; aulas virtuais; instrumento de avaliação; entre outros. Quanto às atividades digitais apontadas nesses materiais, destaca-se o uso da Gamificação, Sala de Aula invertida e WebQuest. 2021-06-30T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 ReTER - Revista Tecnologias Educacionais em Rede https://periodicos.ufsm.br/reter/article/view/66948 O PROFUNCIONÁRIO COMO POLÍTICA DE FORMAÇÃO: O CASO DOS TAES DE UM MUNICÍPIO DO MT 2021-11-16T13:22:20-03:00 Silvia Regina de Oliveira silviajna@gmail.com <p>O presente artigo analisa a oferta dos cursos do Programa de Formação Inicial em Serviço dos Profissionais da Educação Básica dos Sistemas de Ensino Público (PROFUNCIONÁRIO), mais especificamente do Curso Técnico em Secretaria Escolar, apreendendo que tais ações integram as políticas públicas educacionais no Brasil. O período pesquisado foi entre 2012 e 2015, englobando os Profissionais Não Docentes (PNDs) lotados nas secretarias das Escolas Públicas Estaduais de Juína/MT. Realizou-se um resgate histórico, demostrando o percurso das instituições ofertantes da profissionalização/habilitação específica direcionada ao PNDs que estão atuando nas instituições de ensino estaduais, além de analisar as principais políticas educacionais que contribuíram para que esse histórico fosse possível. Abordou-se os registros do enfrentamento desses servidores das instituições de ensino na busca pelo reconhecimento e valorização profissional, as dificuldades enfrentadas, os resultados obtidos, o caminho percorrido pelas legislações e o olhar do gestor escolar, além de dar voz aos técnicos administrativos educacionais (TAEs) de secretaria escolar profissionalizados pelo Programa durante o período delimitado.</p> 2021-11-16T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 ReTER - Revista Tecnologias Educacionais em Rede https://periodicos.ufsm.br/reter/article/view/64023 TECNOLOGÍAS DIGITALES EN LA POSTMODERNIDAD: DESAFÍOS PARA LA ESCUELA 2021-11-16T13:22:19-03:00 Antonio Víctor Martín-García avmg@usal.es Mario Vásquez Astudillo mario.astudillo@ufsm.br Jorge Ortiz Acuña j.ortiz.a@me.com <p>El objetivo es establecer las principales oportunidades y desafíos para la escuela respecto al uso de las tecnologías en un contexto de un nuevo entorno digital y de postmodernidad. La metodología empleada corresponde a la revisión narrativa cualitativa a través de la interpretación y análisis crítico de diversas fuentes documentales. Los principales resultados nos evidencian la omnipresencia de un entorno digital conformado por un entramado de tecnologías tales como Internet, redes telemáticas, telefonía móvil, imagen y sonido digital, videojuegos, dinero electrónico, simuladores, realidad virtual, satélites de telecomunicaciones y memoria digital. Este entorno digital está posibilitando una revolución social, política y cultural, silenciosa, continua e imparable, en el cual la escuela está inserta, la que atiende a niños y jóvenes que están experimentando un conjunto de trastornos: cibercondría, nomofobia, narcisismo digital, dependencia patológica de Internet, intoxicación por exceso de información, <em>bullying</em>, entre otros desórdenes mentales y del comportamiento. A su vez, estas tecnologías tienen el potencial de cambiar y mejorar el mundo, para lo cual a la educación y a la escuela les cabe adaptarse a este contexto tecnológico y asumir desafíos de estas problemáticas, para contribuir en disminución de la exclusión social, acentuada por la desigualdad de acceso a los sistemas tecnológicos, a través de alfabetización tecnológica de niños, jóvenes y adultos. Además, representa una gran oportunidad de experimentar, cambiar, ajustar para investir a los estudiantes como productores de arte, ciencia, filosofía o innovaciones.</p> 2021-01-30T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 ReTER https://periodicos.ufsm.br/reter/article/view/64116 DESAFIOS E PERSPECTIVAS DA GESTÃO E DESENVOLVIMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS EM REDE 2021-11-26T13:31:16-03:00 Karla Marques Rocha karlamarquesdarocha@gmail.com Angelita Zimmermann angelitazd@gmail.com Ana Cláudia Oliveira Pavão anaclaudiaoliveirapavao@gmail.com <span>Este artigo apresenta um relato de experiência acerca da história do Programa de Pós-Graduação em Tecnologias Educacionais em Rede (PPGTER), nível de mestrado profissional, bem como problematiza desafios e possibilidades de um curso interdisciplinar que objetiva formar profissionais que possam contribuir com os processos de ensino-aprendizagem, desenvolvendo e disseminando conteúdos, programas e ferramentas tecnológicas para a mediação educacional. O relato apresenta os processos para a implantação do Programa em termos de gestão acadêmica e ações necessárias para o atendimento às demandas da Capes, do mesmo modo que exibe resultados que sinalizam o crescimento qualiquantitativo de uma comunidade acadêmica específica, que se encontra em constante crescimento. Por fim, o texto descreve as contribuições que o programa, por meio dos seus egressos produzem em integração com a sociedade, assim como expõe as perspectivas futuras do PPGTER, considerando que os apontamentos aqui expressos são apenas observações de um recorte no tempo que não intenciona conclusões factuais. </span> 2021-03-24T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 ReTER https://periodicos.ufsm.br/reter/article/view/63811 PASSEIO VIRTUAL NO LABORATÓRIO DE QUÍMICA: UMA ALTERNATIVA PARA MEDIAÇÃO PEDAGÓGICA EM TEMPOS DE COVID-19 2021-11-16T13:22:20-03:00 Claudia Smaniotto Barin claudiabarin@ufsm.br Tiago Saidelles tiago-saidelles@redes.ufsm.br Ana Maria da Luz Schollmeier anaschou93@gmail.com Leandro Lampe leandroolampe@gmail.com Ricardo Machado Ellensohn ricardoellensohn@gmail.com <p align="justify"><span style="font-family: Calibri, sans-serif;"><span style="font-size: small;">Em tempos de crise e distanciamento social, as tecnologias educacionais surgem como uma alternativa </span></span><span style="font-family: Calibri, sans-serif;"><span style="font-size: small;">viável</span></span><span style="font-family: Calibri, sans-serif;"><span style="font-size: small;"> para a construção do conhecimento, </span></span><span style="font-family: Calibri, sans-serif;"><span style="font-size: small;">no entanto, como propiciar aos estudantes uma visão real de um laboratório didático de Química?</span></span><span style="font-family: Calibri, sans-serif;"><span style="font-size: small;">Dentro deste contexto</span></span><span style="font-family: Calibri, sans-serif;"><span style="font-size: small;">, </span></span><span style="font-family: Calibri, sans-serif;"><span style="font-size: small;">o presente</span></span><span style="font-family: Calibri, sans-serif;"><span style="font-size: small;"> trabalho visa apresentar e discutir a experiência de um passeio virtual no laboratório, durante o distanciamento social resultante do COVID-19. Metodologicamente apoiados no Design Based Research, observada a realidade, um passeio virtual ao laboratório foi planejado, projetado e implementado, usando a ferramenta Google Tour Creation. Os sujeitos do estudo foram 64 alunos de um curso de Química para Ciências Rurais, além dos pesquisadores envolvidos. Os instrumentos de coleta de dados foram as atividades propostas no Moodle. Os resultados indicam que o laboratório contribui para a percepção do ambiente de trabalho, ainda que virtualmente, despertando o interesse dos alunos, principalmente pelo entendimento das normas de segurança, uso de equipamentos e vidrarias. </span></span></p> 2021-03-08T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 ReTER https://periodicos.ufsm.br/reter/article/view/65287 FEIRA DE CIÊNCIAS NO PADLET: USOS TECNOLÓGICOS ALIADO A PRÁTICAS PEDAGÓGICAS TRANSGRESSORAS 2021-11-16T13:22:20-03:00 Marcia Moreira de Araújo marbio2@hotmail.com Lucas Antônio Xavier lucas.perobas@gmail.com Chirlei de Fátima Rodrigues chirleifrodrigues@gmail.com <p>A pandemia apresentou uma grande demanda à formação docente, que consiste no desenvolvimento de práticas com os usos de dispositivos tecnológicos para o ensino remoto. Diante desse desafio apresentado em 2020, os professores da área de Ciências da Natureza de uma escola estadual no sul do Espírito Santo promoveram uma feira de ciências, mediante a participação dos estudantes, em grupos, ou de forma individual, com experimentos envolvendo diferentes temas, porém, que utilizasse a tecnologia para contato colaborativo do produto final. O trabalho, parte de uma pesquisa de doutorado, consistia como objetivo apresentar uma feira de ciências com experimentos realizados pelos estudantes em seus espaços-tempos de atuação, cumprindo o isolamento imposto pelos órgãos responsáveis. Desta forma, a metodologia utilizada foi uma pesquisa qualitativa participativa, onde os docentes utilizaram do espaço virtual da sala de aula do Google para postagem de um tutorial sobre as normas de formação dos grupos e gravação dos vídeos. Em seguida, foi criado no aplicativo Padlet um mural para a postagem dos vídeos aceitos e avaliados previamente. A socialização com a comunidade local foi por meio da disseminação do link do Padlet nos grupos de WhatsApp dos professores e estudantes, e em suas respectivas redes sociais. O trabalho foi premiado pela Feira de Ciências Estadual no Espírito Santo.</p> 2021-07-02T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 ReTER - Revista Tecnologias Educacionais em Rede https://periodicos.ufsm.br/reter/article/view/66488 SUPORTE NOS CAMINHOS DA VIDA ACADÊMICA: RELATO DE UM PROJETO COLABORATIVO EM REDE 2021-11-16T13:22:20-03:00 Ana Paula Paim da Rosa darosapaim@gmail.com Andrea Ad Reginatto andrea.reginatto@gmail.com Delta Marlova Moraes do Amaral marlylock@gmail.com Maria Carolina Minor Conci mcarolina.conci@gmail.com Vanessa Ribas Fialho vanessafialho@gmail.com <p style="margin-bottom: 0cm; border: none; padding: 0cm; line-height: 100%;" align="justify">O objetivo deste relato de experiência, é apresentar as reflexões, vivências e aprendizados obtidos por três acadêmicas do curso de Letras da UFSM, durante e a partir do projeto de ensino “REA (Recursos Educacionais Abertos) PARA O LETRAMENTO ACADÊMICO EM REDE”, cujo objetivo principal foi o de propiciar a iniciação dos alunos de graduação da UFSM, principalmente dos ingressantes, à esfera acadêmica e seus modos de produção, recepção e circulação por meio de Recursos Educacionais Abertos digitais. A partir do projeto, das discussões geradas, das trocas entre colegas e professores, e após todas as tarefas realizadas durante o período de duração dele, produziu-se, então, este trabalho que pretende somar-se às discussões e materiais já existentes neste nicho de investigação do letramento acadêmico digital e dos usos sociais da linguagem. Pretende-se, por meio dele, defender a importância de um letramento acadêmico que leve em conta o entorno social de seus agentes e de uma formação docente em que o letramento digital e uso de REA, seja prioridade, tendo em vista seu potencial de alcance, divulgação e disseminação de informações. A capacitação pedagógica dos professores de Letras em formação, bolsistas e voluntários do projeto, e a construção colaborativa de REA sobre letramento acadêmico por meio de Sistemas de Autoria, foram os principais resultados obtidos após o período de duração do projeto, o “meio do caminho”, ou a estrada até tais resultados e as ferramentas que serviram como apoio para alcançá-lo, que é o que será descrito e relatado nas próximas linhas.</p> 2021-09-28T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 ReTER - Revista Tecnologias Educacionais em Rede https://periodicos.ufsm.br/reter/article/view/66144 O USO DO PODCAST COMO RECURSO PARA O ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA: BREVE RELATO 2021-11-16T13:22:20-03:00 Andrea Ad Reginatto andrea.reginatto@gmail.com Vanessa Ribas Fialho vanessafialho@gmail.com Jaíne de Fátima Machado da Silva jainedasilva00502@gmail.com Rúbi Renck Pires rubinhorenckpires@gmail.com <p>Nosso relato centra o olhar nas atividades do Projeto Letramento Digital e Ensino: ações de leitura e escrita, mediadas por tecnologias educacionais em REDE, vinculado ao Programa de Licenciaturas - PROLICEN - e ao Curso de Letras Português da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). O referido projeto foi desenvolvido a partir da perspectiva do diálogo e da aproximação entre as escolas de educação básica e a universidade, por meio de iniciativas que promovem o Letramento Digital de professores e alunos, através de ações de escrita e de leitura mediadas pela tecnologia. Assim, redigimos roteiros, produzimos e gravamos Podcasts, em formato de Drops, sobre conteúdos de Língua Portuguesa selecionados com o auxílio de um professor da educação básica. Para a viabilização dos Podcasts, utilizamos o Google Drive para a escrita dos roteiros, o app Anchor para a gravação dos episódios, o app de streaming Spotify para a veiculação e a rede social Instagram para a divulgação dos materiais já prontos. Apesar das dificuldades encontradas em virtude do contexto pandêmico, conseguimos desenvolver o projeto por meio do trabalho colaborativo, das plataformas disponíveis para trabalho e também para a realização de reuniões. Nossas ações no projeto contribuíram significativamente para a formação docente dos graduandos, visto que é necessário incrementar e implementar práticas que minimizem as dificuldades de acesso às tecnologias digitais, bem como a inserção e o desenvolvimento delas em ambiente educacional.</p> 2021-09-28T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 ReTER - Revista Tecnologias Educacionais em Rede