[1]
N. M. da Silva e E. M. Rampelotto, “Segregação dos resíduos sólidos hospitalares”, REMOA, vol. 5, nº 5, p. 1174–1183, jan. 2012.