Educação do Campo: contradições e perspectivas

Adriana D'Agostini

Resumo


http://dx.doi.org/10.5902/198464444172

 

O presente trabalho tem como objeto de estudo a educação do campo. Objetivou analisar e debater a educação do campo no contexto educacional brasileiro, indicando seu caráter e sua importância a partir da década de 1990 na perspectiva de construção de uma educação voltada a emancipação humana e que contraditoriamente se encontra orientada e respaldada também pelas políticas educacionais neoliberais. Para isso realizou-se pesquisa documental e bibliográfica a fim de demonstrar as relações e contradições a partir dos dados da realidade e das idéias pedagógicas que constituem a educação do campo. As principais contradições estão na relação teoria e prática, movimentos sociais e Estado.

Palavras-chave: Educação brasileira, Educação do Campo, Política Educacional


Palavras-chave


Brazilian education; Rural education; Educational policy.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5902/198464444172

CONTATO:

E-mail: revistaeducacaoufsm@gmail.com

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Centro de Educação - Lapedoc
Av. Roraima, 1000 - Cidade Universitária
97105-900 - Santa Maria - RS, Brasil.
Telefone: +55 55 3220 8795

Link: https://periodicos.ufsm.br/reveducacao

 


ISSN Eletrônico: 1984-6444

DOI: http://dx.doi.org/10.5902/19846444

Qualis/Capes: Educação A1

 

Periodicidade – Demanda contínua

 

O recebimento de artigos caracteriza-se por fluxo contínuo sem que seja possível prever a data de sua publicação.

 

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International (CC BY 4.0).

Contador de visitas
click counter
Contador de visitas

Acessos a partir de 30/11/2016

____________________________________________________

    

SalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvar