Democracia industrial: uma discussão sobre o fim do bacharelismo no ensino secundário

Katya Mitsuko Zuquim Braghini

Resumo


Este trabalho tem por objetivo responder a seguinte pergunta: por que o termo “democracia industrial” resume os motivos que alteraram os padrões de qualidade do ensino secundário nos anos 1950? A hipótese que guiou a investigação é a de que uma nova conjuntura (crescimento significativo deste grau de ensino, direta ou indiretamente provocado pelo avanço das camadas médias sobre o sistema de ensino e pela intensa agitação que marca o ingresso do país na era de sociedade de massas) teria estimulado a intensificação do debate sobre a qualidade do ensino secundário. Tais debates têm como tema o modelo ideal de escola secundária para uma sociedade em mudança. Constatou-se, por fim, uma profunda alteração na idéia do que deveria ser uma escola secundária de qualidade e o termo “democracia industrial”, cujo conteúdo pode ser resumido pela tríade desenvolvimento-trabalho-integração social, passa a ser o grande modelo dinamizador da transformação do ensino secundário brasileiro naquele período. Para este trabalho, foram estudados os artigos sobre o ensino secundário publicados na Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos (RBEP).

Palavras-chave: Ensino secundário. Qualidade de ensino. Democracia.


Palavras-chave


Secondary school; Quality of schooling; Democracy.

Texto completo:

PDF


CONTATO:

E-mail: revistaeducacaoufsm@gmail.com

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Centro de Educação - Lapedoc
Av. Roraima, 1000 - Cidade Universitária
97105-900 - Santa Maria - RS, Brasil.
Telefone: +55 55 3220 8795

Link: https://periodicos.ufsm.br/reveducacao

 


ISSN Eletrônico: 1984-6444

DOI: http://dx.doi.org/10.5902/19846444

Qualis/Capes: Educação A1

 

Periodicidade – Trimestral

Primeiro trimestre, jan./mar., limite para publicar a edição 31 março.

Segundo trimestre, abr./jun., limite para publicar a edição 30 junho.

Terceiro trimestre, jul./set., limite para publicar a edição 30 setembro.

Quarto trimestre, out./dez., limite para publicar a edição 31 dezembro.

Os dizeres acima dizem respeito somente à data de publicação da edição e não ao envio de artigos.

O recebimento de artigos caracteriza-se por fluxo contínuo sem que seja possível prever a data de sua publicação.

 

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International (CC BY 4.0).

Contador de visitas
click counter
Contador de visitas

Acessos a partir de 30/11/2016

____________________________________________________

   

SalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvar