PEDAGOGIAS CRÍTICAS: REPENSANDO SEUS FUNDAMENTOS E POSSIBILIDADES

Margarita Sgró

Resumo


O auge da administração e organização educacional, o planejamento, a avaliação, etc. como temas que dominam o campo da teoria da educação de maneira quase excludente, podem se caracterizar como objetos de estudo gerados pela hegemonia duma racionalidade instrumental, que entende a pedagogia como um saber sem entidade por ter recebido o impacto das criticas vertidas sobre os saberes normativos. Este artigo busca analisar a possibilidade duma pedagogia propositiva, que aceita as críticas a racionalidade moderna, reconhece a crise das idéias de “Progresso” e de “História” mas ao mesmo tempo pretende superá-la ao recolocar criticamente a idéia de “Formação Cultural” elaborada pela primeira Escola de Frankfurt e a categoria ética do “Outro,” extraída da ética libertadora de Enrique Dussel.

Texto completo:

PDF


CONTATO:

E-mail: revistaeducacaoufsm@gmail.com

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Centro de Educação - Lapedoc
Av. Roraima, 1000 - Cidade Universitária
97105-900 - Santa Maria - RS, Brasil.
Telefone: +55 55 3220 8795

Link: https://periodicos.ufsm.br/reveducacao

 


ISSN Eletrônico: 1984-6444

DOI: http://dx.doi.org/10.5902/19846444

Qualis/Capes: Educação A1

 

Periodicidade – Demanda contínua

 

O recebimento de artigos caracteriza-se por fluxo contínuo sem que seja possível prever a data de sua publicação.

 

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International (CC BY 4.0).

Contador de visitas
click counter
Contador de visitas

Acessos a partir de 30/11/2016

____________________________________________________

   

SalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvar