Adesão às medidas de prevenção para pneumonia associada à ventilação mecânica

Kellyanny Maria Vasconcelos de Almeida, Ocilene Maria Cunha de Barros, Gabriela Jôse Candida Santos, Marilia Perreli Valença, Aracele Tenório de Almeida Cavalcanti, Katia Oliveira Ferreira

Resumo


http://dx.doi.org/10.5902/2179769215411

Objetivo: avaliar a adesão dos profissionais de saúde das unidades de terapia intensiva às medidas preventivas de pneumonia associada à ventilação mecânica implantadas no hospital. Método: estudo descritivo, quantitativo e observacional, desenvolvido com 130 pacientes em ventilação mecânica invasiva por mais de 48 horas, totalizando 481 observações, realizadas em um hospital universitário da cidade do Recife de fevereiro a abril de 2014. Resultados: os resultados revelaram fragilidade no cuidado e exposição dos pacientes a situações de risco, visto que, apenas 35,38% dos pacientes acompanhados, aderiram completamente ao protocolo de prevenção de pneumonia associada à ventilação mecânica, sendo a interrupção da sedação e a higiene oral as intervenções que apresentaram o menor índice de conformidade, 70,06% e 48,86% respectivamente. Considerações finais: a qualidade do cuidado reflete na redução dos casos de pneumonia associada à ventilação mecânica e na segurança do paciente, demandando ações educativas multidisciplinares e auditorias periódicas. 


Palavras-chave


: Infecção hospitalar; Pneumonia associada à ventilação mecânica; Unidades de terapia intensiva.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2179769215411



Licença Creative Commons
Este site está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.