Avaliação do grau de contribuição das normas de garantia da qualidade ISO-9000 no desempenho de empresas certificadas

Leoni Pentiado Godoy, Alberto Souza Schmidt, Alexandre Chapoval Neto, Cláudio Eduardo Ramos Camfield, Luis Carlos de Campos Sant’Anna

Abstract


O Brasil vem se enquadrando no contexto global no que diz respeito à qualificação de suas empresas nos processos de certificação ISO, principalmente nos setores secundário (indústria) e terciário (prestação de serviço) frente a outros países da América do Sul. Na pesquisa de campo, procurou-se verificar quais foram os principais fatores, com base na referida norma, que motivaram seus líderes na escolha da implantação de um Sistema de Gestão da Qualidade e quais os principais impactos nos processos em relação às mudanças decorrentes da implantação de sistemas da qualidade ISO 9000. O levantamento de dados foi realizado em quatro empresas, das quais duas industriais e duas de prestação de serviço. Os resultados desse artigo mostram que o Brasil e o Rio Grande do Sul vêm mantendo-se entre os primeiros em quesitos de busca pela qualidade. No estudo nas quatro empresas certificadas, mostram-se as dificuldades e resistências que ocorreram durante e após a certificação. Ao final da pesquisa fica evidente que muitos dos objetivos definidos pelos empresários estavam alinhados aos objetivos preconizados pela ISO 9000, e foram alcançados. Também, ficou evidenciado que o processo de mudança gerado pela implantação de um Sistema de Gestão da Qualidade deve estar alinhado com os princípios e filosofia da qualidade total e, sobretudo, deve existir uma interação das técnicas e ferramentas com a interface humana.




DOI: https://doi.org/10.5902/198346591277



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

  

  

Revista de Administração da UFSM. Brazilian Journal of Management

Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil, eISSN 1983-4659