LESÕES EM JUDOCAS - INCIDÊNCIA ENTRE ESCOLARES

Aliathar Gibson Tavares de, LIMA

Resumo


RESUMO

O estudo tem por objetivo investigar a incidência de lesões na prática do judô entre os escolares participantes dos XXVII Jogos Estudantis do Rio Grande do Norte, Natal/RN. Com metodologia descritiva, a população foi constituída por 625 escolares atletas, de ambos os sexos, nas categorias mirim, infantil e juvenil. A amostra foi constituída pelos escolares atletas (38) que durante a realização dos jogos sofreram algum tipo de lesão. Utilizou-se como instrumento para coleta de dados protocolo adaptado de Rodrigues (1993), observação direta e gravação em VT. O índice de lesões por categoria foi: mirim. 21,1%; infantil, 28,9% e juvenil, 50%. As lesões de maior incidência foram entorses e contusões. As regiões mais acometidas foram cotovelos (18,42%); ombros (18,42%) e joelhos (23,68%). Os escolares atletas que mais se lesionaram foram aqueles com período de treinamento entre 1 e 2 anos e com freqüência de treino de 3 vezes por semana. Os resultados do estudo sugerem intervenção da fisioterapia preventiva na área de treinamento e prática esportiva, no sentido de minimizar possíveis seqüelas de traumas em idades precoces.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5902/231654648060



Avaliação Qualis Capes (2014):

B4- Educação Física / B3- Interdisciplinar e Psicologia / B5- Educação 

Periodicidade: quadrimensal

ISSN: 0102-8308

ISSN: 2316-5464 online

DOI: 10.5902/23165464

email: kinesisrevista@ufsm.br

 

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.