Investigando a freqüência escolar de crianças com epilepsia

Karina Piccin Zanni, Thelma Simões Matsukura, Heber de Souza Maia Filho

Resumo


A epilepsia infantil é uma doença crônica que pode trazer impacto em diversas esferas da vida da criança, inclusive no desempenho acadêmico e na freqüência as aulas. Desta forma, o presente estudo teve como objetivo descrever e comparar a freqüência escolar de crianças com epilepsia que freqüentavam escolas regulares e especiais. Participaram do estudo 56 crianças com idade entre 7 e 14 anos que freqüentavam escolas regulares ou especiais localizadas em duas cidades brasileiras de médio porte. Para a coleta de informações foram utilizados dois instrumentos: Formulário de identificação e caracterização da criança e Formulário para registro de freqüência às aulas. Os resultados mostraram que as crianças das escolas especiais apresentaram maior índice de absenteísmo quando comparadas aos alunos das escolas regulares. Adicionalmente, observou-se que estas crianças utilizam maior número de medicamentos e apresentam comprometimentos na saúde mais severos do que as crianças das escolas regulares. Assim, considera-se a epilepsia infantil como uma enfermidade complexa que traz repercussões importantes em diversos âmbitos da vida da criança reforçando a necessidade de estudos que possam ampliar o conhecimento a e as experiências ligadas à escolarização destas crianças.

Palavras-chave: Escola. Epilepsia Infantil. Freqüência escolar. Absenteísmo. Escolarização.

Palavras-chave


School; Childhood epilepsy; School attendance; Absenteeism; Schooling.

Texto completo:

PDF


CONTATO:

E-mail: revistaeducacaoespecial.ufsm@gmail.com

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Centro de Educação - Lapedoc
Av. Roraima, 1000 - Cidade Universitária
97105-900 - Santa Maria - RS, Brasil.
Telefone: +55 55 3220 8795

Link: https://periodicos.ufsm.br/educacaoespecial

 

ISSN eletrônico: 1984-686X

DOIhttp://dx.doi.org/10.5902/1984686X

Qualis/Capes: Educação A2

Periodicidade: Publicação contínua

O recebimento de artigos caracteriza-se por fluxo contínuo sem que seja possível prever a data de sua publicação.

 

A Revista Educação Especial agradece auxílio recebido por meio do Edital Pró-Revistas, da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa, da Universidade Federal de Santa Maria. 

 

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International (CC BY-NC 4.0)

Contador de visitas
click counter
Contador de visitas

Acessos a partir de 30/11/2016

__________________________________________________