Educação inclusiva e exclusão social

Maria Luisa Bissoto

Resumo


http://dx.doi.org/10.5902/1984686X5434

 

Analisam-se criticamente premissas subjacentes à Educação Inclusiva, argumentando-se que essa somente poderá ser bem sucedidamente efetivada quando compreendida num contexto mais amplo de inclusão e exclusão social. Metodologicamente, esse é um trabalho de discussão conceitual, e se apoia em documentos nacionais e internacionais de referência sobre a Educação Inclusiva, escolhidos por sistematizarem e caracterizarem diferentes práticas educacionais e sociais inclusivas, favorecendo o debate sobre esse tema. Como resultado dessa análise conclui-se que é essencial para a Educação Inclusiva que as instituições educacionais revejam seus objetivos e razões de existência social. Nas considerações finais defende-se que a Educação seja compreendida como o ato de favorecer e acolher os esforços dos sujeitos em suas tentativas de envolverem-se na rede de engajamentos sociais, que sustenta o viver. Isso inclui a aceitação de outras interpretações da realidade e a compreensão de que uma ação educacional efetivamente inclusiva não pode ficar restrita aos muros das instituições. Exige a participação de toda coletividade. Perspectivas capazes de favorecer ações educacionais e sociais inclusivas são sugeridas.

Palavras-chave: Educação inclusiva; Inclusão social; comunidade.


Palavras-chave


Inclusive education; Social inclusion; Community.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5902/1984686X5434

CONTATO:

E-mail: revistaeducacaoespecial.ufsm@gmail.com

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Centro de Educação - Lapedoc
Av. Roraima, 1000 - Cidade Universitária
97105-900 - Santa Maria - RS, Brasil.
Telefone: +55 55 3220 8795

Link: https://periodicos.ufsm.br/educacaoespecial

 

ISSN eletrônico: 1984-686X

DOI10.5902/1984686X

Qualis/Capes: Educação A2

 

 

Periodicidade – quadrimestral

Primeiro quadrimestre, jan./abr., limite para publicar a edição 30 abril.

Segundo quadrimestre, maio/ago., limite para publicar a edição 31 agosto.

Terceiro quadrimestre, set./dez., limite para publicar a edição 31 dezembro.

Os dizeres acima dizem respeito somente à data de publicação da edição e não ao envio de artigos.

O recebimento de artigos caracteriza-se por fluxo contínuo sem que seja possível prever a data de sua publicação. Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International (CC BY-NC 4.0)

Contador de visitas
click counter
Contador de visitas

Acessos a partir de 30/11/2016

____________________________________________________