Manejo do solo e crescimento inicial de Eucalyptus grandis Hill ex Maiden em Argissolo

Juliana Prevedello, Douglas Rodrigo Kaiser, Dalvan José Reinert, Eduardo Saldanha Vogelmann, Eracilda Fontanela, José Miguel Reichert

Resumo


http://dx.doi.org/10.5902/198050988447

O cultivo de espécies florestais de rápido crescimento tem aumentado no Brasil, devido à diversificação do uso de sua madeira e adaptação edafoclimática. No setor florestal, a técnica do cultivo mínimo tem se destacado como forma de aumentar a produtividade, garantindo a manutenção da biodiversidade e a conservação do solo. O presente estudo foi realizado na área experimental da Fundação Estadual de Pesquisa Agropecuária – Centro de Pesquisa em Florestas em Santa Maria – RS, com o objetivo de avaliar o efeito dos métodos de preparo do solo na densidade, na resistência do solo à penetração e no desenvolvimento inicial das raízes e parte aérea do Eucalyptus grandis, em um Argissolo Vermelho-Amarelo Distrófico arênico com textura franco-arenosa. Foram comparados quatro manejos do solo: plantio direto, escarificado, escarificado mais grade niveladora e enxada rotativa, instalados em blocos ao acaso com três repetições. O solo sob plantio direto condicionou menor crescimento radicular e aéreo do eucalipto devido à maior resistência à penetração e densidade do solo, quando comparado aos preparos com mobilização. A análise da distribuição radicular no perfil, apesar de ser um método qualitativo, foi eficiente em demonstrar o efeito do preparo do solo para a implantação do Eucalyptus grandis. O preparo e a mobilização do solo resultaram em maior crescimento inicial de Eucalyptus grandis. Os efeitos da escarificação sobre as propriedades físicas do solo persistiram após um ano da mobilização do solo.

Palavras-chave


florestas plantadas; resistência do solo à penetração; compactação do solo

Texto completo:

PDF

Referências


BENGHOUGH, A. G. et al. Root responses to soil physical conditions; growth dynamics from field to cell. Journal of Experimental Botany, v. 57, n. 2, p. 437-447, Sept. 2006.

BÖHM, W. Methods of studying root systems. Berlin: Springer-Verlag Berlin Heidelberg, 1979. 190 p.

BUSSCHER, W.J. Adjustment of fl at-tipped penetrometer resistance data to a common water content. Transactions of American Society Agricultural Engineering, v. 33, p. 519-524, Mar./Apr. 1990.

CAVICHIOLO, S. R. et al. Modificações nos atributos físicos de solos submetidos a dois sistemas de preparo em rebrota de Eucalyptus saligna. Revista Árvore, Viçosa, v. 29, n. 4, p. 571-577, jul./ago. 2005.

CLEMENTE, E. P. et al. Soil compaction around Eucalyptus grandis roots: a micromorphological study. Australian Journal of Soil Research. v. 43, n. 2, 139-146, Mar. 2005.

COLLARES, G. L. et al. Qualidade física do solo na produtividade da cultura do feijoeiro num Argissolo. Pesquisa Agropecuária Brasileira. Brasília, v. 41, n. 11, p. 1663-1674, nov. 2006.

DEDECEK, R. A. et al. Efeitos de sistemas de preparo do solo na erosão e na produtividade da acácia-negra (Acacia mearnsii De Wild). Ciência Florestal, Santa Maria, v. 17, n. 3, p. 205–215, jul./set. 2007.

EMBRAPA. Manual de métodos de análise de solo. 2. ed. Rio de Janeiro: Centro Nacional de Pesquisa de Solos, 1997. 212 p.

EMBRAPA. Sistema brasileiro de classificação de solos. 2. ed. Rio de Janeiro: Centro Nacional de Pesquisa de Solos, 2006. 306 p.

FINGER, C. A. G. et al. Influência da camada de impedimento no solo sobre o crescimento de Eucalyptus grandis (Hill) ex Maiden. Ciência Florestal, Santa Maria, v. 6, n. 1, p. 137-145, jan./mar. 1996.

GATTO, A. et al. Efeito do método de preparo do solo, em área de reforma, nas suas características, na composição mineral e na produtividade de plantações de Eucalyptus grandis. Revista Árvore, Viçosa, v. 27, n. 5, p. 1-15, set./out. 2003.

GAVA, J. L. et al. Soil attributes and Wood quality for pulp production in plantations of Eucalyptus grandis clone. Scientia Agrícola. v. 65, n. 3, p. 306-313, maio/jun. 2008.

GERARD, C. J. et al. Physical factors influencing soil strength and root growth. Agronomy Journal, v. 74, p. 875-879, Sept./Oct. 1982.

GONÇALVES, J. L. M. Principais solos usados para plantações florestais. In: GONÇALVES, J. L. M.; STAPE, J. L. Conservação e cultivo de solos para plantações florestais. Piracicaba: IPEF, 2002, cap. 1, p.1-46.

HAMZA, M. A.; ANDERSON, W. K. Soil compaction in cropping systems: A review of the nature, causes and possible solutions. Soil & Tillage Research, v. 82, n. 2, p.121-145,June 2005.

LAMPURLANÉS, J. et al. Soil bulk density and penetration resistance under different tillage and crop management systems and their relationship with barley root growth. Agronomy Journal, v. 95, p. 526-536, May/June 2003.

LIMA et al. Densidade crítica ao crescimento de plantas considerando água disponível e resistência à penetração de um Argissolo Vermelho distrófico arênico. Ciência Rural, v. 37, n. 4, p. 1166-1169, jul/ago, 2007.

MALUF, L. L. P. Efeito da queima, métodos de preparo do solo e da adubação no crescimento de Eucalyptus camaldulensis em Areia Quartzosa. 1991. 78 p. Dissertação (Mestrado em Solos e Nutrição de Plantas) – Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 1991.

MARTINS, S. G. et al. Avaliação de atributos físicos de um Latossolo Vermelho distroférrico sob diferentes povoamentos florestais. Revista Cerne, Lavras, v. 8, n. 1, p. 32-41, jan./abr. 2002.

MISRA, R. K; GIBBONS, A. K. Growth and morphology of eucalypt seedling-roots, in relation to soil strength from compaction. Plant and Soil, Netherlands, v. 182, n. 1, p.1-11, May 1996.

MORENO, J. A. Clima do Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Secretaria da Agricultura, 1961. 42 p.

PAIXÃO, F. A. et al. Quantificação do estoque de carbono e avaliação econômica de diferentes alternativas de manejo em um plantio de eucalipto. Revista Árvore, v. 30, n. 3, p. 411-420, maio/jun. 2006.

PIERCE, F. J. et al. Immediate and residual effects of zone tillage in rotation with no-tillage on soil physical properties and corn performance. Soil & Tillage Research, v. 24, n. 2, p. 149-165, July 1992.

PRADO, R. de M. et al. Sistemas de preparo e resistência à penetração e densidade de um Latossolo Vermelho eutrófico em cultivo intensivo e pousio. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 37, n. 12, p. 1795-1801, dez. 2002.

REICHERT, J. M. et al. Compactação do solo em sistemas agropecuários e florestais: identificação, efeitos, limites críticos e mitigação. In: CERRETA, C. A.; SILVA, L. S. da; REICHERT, J. M. (Ed.). Tópicos em ciência do solo. Viçosa: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 2007. v.5. p.49-134.

REICHERT, J. M. et al. Reference bulk density and critical degree-of compactness for no-till crop production in subtropical highly weathered soils. Soil & Tillage Research, v.102, n. 2, p.242-254, Mar. 2009b.

REICHERT, J. M. et al. Variação temporal de propriedades físicas do solo e crescimento radicular de feijoeiro em quatro sistemas de manejo. Pesquisa Agropecuária Brasileira. Brasília, v. 44, n. 3, p. 310-319, mar. 2009a.

SAS INSTITUTE. Getting started with the SAS learning edition. Cary: SAS, 2002. 200 p.

SILVA, V. R. et al. Fatores controladores da compressibilidade de um Argissolo Vermelho Amarelo distrófico arênico e de um Latossolo Vermelho distrófico típico. I - Estado inicial de compactação. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 26, n. 1, p. 1-8, jan./abr. 2002.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE SILVICULTURA. Fatos e números do Brasil florestal, 2008. Disponível em: . Acesso em: 27 julho de 2010.

STAPE, J. L. et al. Definição de métodos de preparo do solo para silvicultura em solos coesos do litoral norte da Bahia. In: GONÇALVES, J. L. M.; STAPE, J. L. Conservação e cultivo de solos para plantações florestais. Piracicaba: IPEF, 2002, cap. 7, p. 259-296.

SUZUKI, L. E. A. S. Compactação do solo e sua influência nas propriedades físicas do solo e crescimento e rendimento de culturas. 2005. 151 f. Dissertação (Mestrado em Ciência do Solo) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2005.

TAYLOR, H. M. et al. Soil strength-root penetration relations of coarse textured materials. Soil Science, Baltimore, v. 102, n. 1, p. 18-22, July 1966.

TORMENA, C. A. et al. Densidade, porosidade e resistência à penetração em latossolo cultivado sob diferentes sistemas de preparo do solo. Scientia Agricola. Piracicaba, v.59, n.4, p.795-801, out./dez. 2002.

WHITMAN, A. A.; BROKAW, V. L.; HAGAN, J. M. Forest damage caused by logging of mahogany (Swietenia macrophylla) in northern Belize. Forest Ecology and Management, Amsterdan, v. 92, p. 87-96, 1997.




DOI: https://doi.org/10.5902/198050988447

Licença Creative Commons