Partição de biomassa seca e nutriente em minicepas de eucalipto influenciada pela adubação NPK

José Pereira Carvalho Neto, Enilson de Barros Silva, Reynaldo Campos Santana, Paulo Henrique Grazziotti, José Sebastião Cunha Fernandes, Juan Paulo Xavier de Freitas, Cássio Vinicius de Souza

Resumo


http://dx.doi.org/10.5902/198050986615

O estado nutricional da planta-matriz é de grande importância para a manutenção do seu vigor vegetativo, o que determina a produção de brotos e também os índices de enraizamento e velocidade de formação das raízes, uma vez que os macronutrientes e os micronutrientes estão envolvidos nos processos bioquímicos e fisiológicos vitais à planta. Nesse sentido, o objetivo deste trabalho foi avaliar a influência da adubação NPK sobre a partição de biomassa seca e nutriente em minicepa de eucalipto em solução nutritiva. O trabalho foi realizado de novembro de 2008 a janeiro de 2009, em casa de vegetação. Foi utilizado delineamento inteiramente casualizado em esquema fatorial fracionado (4x4x4)1/2, perfazendo 32 tratamentos com três repetições. Os tratamentos se constituíram de quatro doses dos nutrientes de N (50; 100; 200 e 400 mg L-1) na forma de ureia, P (7,5; 15; 30 e 60 mg L-1) na forma de ácido fosfórico e K (50; 100; 200 e 400 mg L-1) na forma de cloreto de potássio em solução nutritiva. Houve efeito significativo apenas para as doses de N isoladamente, para a biomassa seca das miniestacas e biomassa seca da parte aérea e raiz das minicepas com efeito linear decrescente, com o aumento das doses de N. A dose de 50 mg L-1 de N proporcionou maior acúmulo de biomassa seca das miniestacas e minicepas. A distribuição percentual da biomassa seca e dos nutrientes na biomassa seca das miniestacas, parte aérea e raízes das minicepas variou em relação às doses de N. A extração de macronutrientes pelas miniestacas de 6 cm na dose de 50 mg L-1 de N seguiu a seguinte ordem decrescente de N > S > P > K > Ca > Mg e micronutrientes de Cu > B > Mn > Fe > Zn.

Palavras-chave


Eucalyptus urophylla; fertilização; minijardim clonal

Texto completo:

PDF

Referências


ALFENAS, A. C. et al. Clonagem do eucalipto. In: ALFENAS, A. C. et al. Clonagem e doenças do eucalipto. Viçosa: UFV, 2004. p.58-72.

ASSIS, T.; FETT-NETO, A. G.; ALFENAS, A. C. Current techniques and prospects for the clonal propagation of hardwoods with emphasis on Eucalyptus. In: WALTERS, C.; CARSON, M. (Eds.). Plantation Forest Biotechnology for the 21st Century. India: Research Signpost, 2004. p. 303-333.

BANGERTH, F. C. Calcium-related physiological disorders of plants. Annual Review of Phytopathology, Palo Alto, v. 17, p.97-122, Sept. 1979.

BANGERTH, F. C.; LI, C. J.; GRUBER, J. Mutual interaction of auxin and cytokinins in regulating correlative dominance. Plant Grow Regulation, New York, v. 32, n. 1-2, p. 205-217, Nov. 2000.

BLEVINS, D. G.; LUKASZEWSKI, K. M. Boron in plant structure and function. Annual Review of Plant Physiology and Plant Molecular Biology, Palo Alto, v. 49, p. 481-500, June 1998.

BRISKIN, D. P.; POOLE, R. J. Role of magnesium in the plasma membrane ATPase of red beet. Plant Physiology, Washington, v. 71, n. 4, p. 969-971, Dec. 1983.

BROADLEY, M. R. et al. Zinc in plants. New Phytologist, Lancaster, v. 173, n. 4, p. 677-702, Mar. 2007.

BROWN, P. H. et al. Boron in plant biology. Plant Biology, Freiburg, v. 4, n. 2, p. 205-223, Mar. 2002.

CONAGIN, A.; NAGAI, V.; IGUE, T. Delineamento (1/2)4³ em blocos de oito unidades. Campinas: Instituto Agronômico de Campinas, 1997. 9 p. (Boletim Científico, 36)

CUNHA, A. C. M. C. M. et al. Relação do estado nutricional de minicepas com o número de miniestacas de eucalipto. Scientia Forestalis, Piracicaba, v. 36, n. 79, p. 203-213, set. 2008.

CUNHA, A. C. M. C.; WENDLING, I.; SOUZA JÚNIOR, J. Produtividade e sobrevivência de minicepas de Eucalyptus benthamii Maiden et Cambage em sistema de hidroponia e em tubete. Ciência Florestal, Santa Maria, v.15, n. 3, p. 307-310, jul./set. 2005.

EPSTEIN, E.; BLOOM, A. J. Nutrição mineral de plantas: princípios e perspectivas. 2. ed. Londrina: Ed. Planta, 2006. 403 p.

GRESPAN, S. L.; DIAS, L. E.; NOVAIS, L. S. Crescimento e parâmetros cinéticos de absorção de amônio e nitrato por mudas de Eucalyptus spp. submetidas a diferentes relações amônio/nitrato na presença e ausência de fósforo. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, v. 22, n. 4, p. 667-674, out./dez. 1998.

HAKALA, M. et al. Evidence for the role of the oxygen-evolving manganese complex in photoinhibition of photosystem II. Biochimica et Biophysica Acta Bioenergetics, Amsterdam, v. 1706, n. 1-2, p. 68-90, Jan. 2005.

HAMLIN, R. L.; BARKER, A. V. Influence of ammonium and nitrate nutrition on plant growth and zinc accumulation by indian mustard. Journal of Plant Nutrition, New York, v. 29, n. 8, p. 1523-1541, Aug. 2006.

HIGASHI, E. N.; SILVEIRA, R. L. V. A.; GONÇALVES, A. N. Monitoramento nutricional e fertilização em macro, mini e microjardim clonal de Eucalyptus. In: GONÇALVES, J. L. M.; BENEDETTI, V., Nutrição e fertilização florestal. Piracicaba: IPEF, 2005. p.192-217.

IMSANDE, J.; TOURAINE, B. N demand and regulation of nitrate uptake. Plant Physiology, Lancaster, v. 105, n. 1, p.3-7, May 1994.

KOPRIVOVA, A. et al. Regulation of sulfate assimilation by nitrogen in Arabidopsis. Plant Physiology, Lancaster , v. 122, n. 3, p. 737-746, Mar. 2000.

KOPRIVOVA, S. et al. Regulation of sulfate assimilation by nitrogen and sulfur nutrition in poplar trees. Trees Structure and Function, Freiburg, v. 18, n. 3, p. 1432-2285, May 2004.

KYVERYGA, P. M. et al. Soil pH effects on nitrification of fall-applied anhydrous ammonia. Soil Science Society of American Journal, Madison, v. 68, n. 2, p. 545-551, Mar. 2004.

MALAVOLTA, E. Manual de nutrição mineral de plantas. São Paulo: Ceres, 2006. 638 p.

MALAVOLTA, E.; VITTI, G. C.; OLIVEIRA, S. A. Avaliação do estado nutricional das plantas: princípios e aplicações. 2. ed. Piracicaba: POTAFOS, 1997. 319 p.

MATOH, T.; KOBAYASHI, M. Boron and calcium, essential inorganic constituents of pectic polysaccharides in higher plant cell walls. Journal of Plant Reserach, Tokyo, v. 11, n. 1, p. 179-190, Mar. 1998.

MEURER, E. J. Potássio. In: FERNANDES, M. S. Nutrição mineral de plantas. Viçosa: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 2006. p.281-298.

SILVA, C. A.; VALE, F. R. Disponibilidade de nitrato em solos brasileiros sob efeito da calagem e de fontes e doses de nitrogênio. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v. 35, n. 12, p. 2461-2471, dez. 2000.

SILVEIRA, R. L. V. A.; HIGASHI, E. N. Aspectos nutricionais envolvidos na ocorrência de doenças com ênfase para o eucalipto. Piracicaba: IPEF, 2003. 16 p. (Circular Técnica, 2000).

TAIZ, L.; ZEIGER, E. Fisiologia vegetal. 4. ed. Porto Alegre: Artmed, 2008. 820 p.

WENDLING, I. et al. Propagação clonal de híbridos de Eucalyptus spp. por miniestaquia. Revista Árvore, Viçosa, v. 24, n. 2, p. 181-186, mar./abr. 2000.

YRUELA, I. Copper in plants. Brazilian Journal of Plant Physiology, Pelotas, v. 17, n. 1, p. 145-156, jan./mar. 2005.




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/198050986615