Espectrorradiometria na região do visível e do infravermelho próximo em povoamento de Eucalyptus grandis Hill ex Maiden

Catize Brandelero, Elias Fernando Berra, Kátia Simone Backes, Rudiney Soares Pereira, Eleandro Jose Brun

Resumo


http://dx.doi.org/10.5902/198050985093

Leituras de reflectância em folhas de árvores de bordadura e de interior de um povoamento florestal de Eucalyptus grandis, no município de São Pedro das Missões - RS, foram analisadas nas regiões do espectro eletromagnético visível e do infravermelho próximo, utilizando-se espectrorradiometria. A área foi dividida em duas partes: bordadura e centro do povoamento. Para a coleta de material, a copa das árvores foi dividida em três partes (superior, média e inferior), de forma a diferenciar as posições de coleta de folhas, em cada uma das áreas. Foram amostradas três árvores em cada área, totalizando seis árvores, sendo que para cada árvore foram coletadas 60 folhas isoladas, 20 em cada posição. As leituras de reflectância foram realizadas através do espectrorradiômetro FieldSpec®3 e os resultados finais foram segmentados nas bandas espectrais do visível e do infravermelho próximo. A análise estatística valeu-se do teste Tukey HSD, para comparação das médias da região do visível, que de acordo com a ANOVA apresentaram diferenças significativas. Conclui-se que as classes indicadas de coleta de folhas para análise espectrorradiométrica na região do visível são preferencialmente a 5 (árvore de centro, leitura na parte mediana) e a 3 (árvore de bordadura, leitura parte superior).

Palavras-chave


folhas isoladas; comportamento espectral; reflectância

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5902/198050985093