Estabelecimento e desenvolvimento in vitro de Eugenia involucrata DC.: influência do tipo de explante e do meio nutritivo

Diego Pascoal Golle, Lia Rejane Silveira Reiniger, Aline Ritter Curti, Enrique Astério Benítez León

Resumo


http://dx.doi.org/10.5902/198050985092

Apresentando diversas características de interesse nos setores da silvicultura, fruticultura, meio ambiente e medicinal, Eugenia involucrata DC. (Myrtaceae) é uma espécie florestal nativa de vários Estados brasileiros. Considerada a dificuldade da propagação por sementes, que são recalcitrantes, perdendo rapidamente sua viabilidade após a colheita, este trabalho objetivou avaliar a influência do uso de segmentos apicais e nodais cultivados em diferentes meios nutritivos no estabelecimento e no desenvolvimento in vitro desta espécie. Segmentos apicais e nodais coletados em plantas de três anos de idade, mantidas em casa de vegetação, foram inoculados nos meios nutritivos MS, ½ MS e WPM. Em um primeiro momento, adicionaram-se aos meios de cultura 1 μM de ANA e 5 μM de TDZ e, após, os explantes foram transferidos para frascos contendo os respectivos meios nutritivos frescos, na ausência de reguladores de crescimento, mas com o acréscimo de 1 g L-1 de carvão ativado, sendo cultivados por 30 dias adicionais. Os meios ½ MS e WPM são adequados para o estabelecimento e o desenvolvimento in vitro a partir do cultivo de segmentos nodais, enquanto que, com segmentos apicais, é apropriado o meio ½ MS. O meio ½ MS possibilitou os melhores índices de enraizamento nos explantes, juntamente com o meio WPM. O estabelecimento e o enraizamento in vitro foram promovidos pelo cultivo de segmentos apicais e nodais de Eugenia involucrata DC. Os meios nutritivos ½ MS e WPM são apropriados para o cultivo in vitro de segmentos nodais de E. involucrata, recomendando-se o meio ½ MS pela economia e praticidade. Para segmentos apicais, o uso do meio de cultura ½ MS é mais adequado que o dos meios MS e WPM.

Palavras-chave


segmento apical; segmento nodal; meio de cultura MS; meio de cultura ½ MS; meio de cultura WPM

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/198050985092

Licença Creative Commons