Efeito da associação de bagaço de cana, do tipo e do teor de adesivo na produção de painéis aglomerados.

Lourival Marin Mendes, José Benedito Guimarães Júnior, Rosimeire Cavalcante dos Santos, Antonia Amanda da Silva César

Resumo


http://dx.doi.org/10.5902/198050985088

Este trabalho teve como objetivo avaliar o efeito da associação de bagaço de cana, tipo e teor de adesivo nas propriedades físico-mecânicas de painéis aglomerados com madeira de Pinus spp. O delineamento experimental se constituiu de um esquema fatorial 3x2x3, sendo três porcentagens de substituição de madeira de pinus por bagaço de cana - 25, 50 e 75%; dois tipos de adesivos - fenol-formaldeído (FF) e ureia-formaldeído (UF); e três teores de adesivo - 6, 9 e 12%. O ciclo de prensagem utilizado foi de pressão de 40 kgf/cm², temperatura de 160ºC para UF e de 180ºC para FF, e por um tempo de 8 minutos. Mediante os resultados pode-se concluir que: 1) Para a porcentagem de associação de bagaço de cana, nas propriedades em que foi observado efeito significativo, a tendência foi de diminuição da qualidade dos painéis à medida que se aumenta a quantidade de associação de bagaço de cana; 2) O adesivo UF se mostrou estatisticamente igual ou superior a FF em todas as propriedades avaliadas; 3) Os teores de adesivo apresentaram efeito significativo para todas as propriedades analisadas, sendo que, com exceção da propriedade ligação interna, em todas as outras propriedades o teor de 12% foi estatisticamente superior a 6%, e ainda igual ou superior a 9%.

Palavras-chave


aglomerados; bagaço de cana; pinus; tipo e teores de adesivo

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/198050985088

Licença Creative Commons