Análise da estrutura da paisagem do Parque Nacional do Superagüi – PR e sua zona de amortecimento

Mayssa Mascarenhas Grise, Daniela Biondi

Resumo


http://dx.doi.org/10.5902/198050985076

O Parque Nacional do Superagüi está localizado no litoral norte do Estado do Paraná, maior área contínua remanescente de Floresta Atlântica do país, bioma este entre os mais ameaçados do mundo. Esta área abrange o litoral norte do Estado e compreende uma série de unidades de conservação de diferentes categorias, sendo a Área de Proteção Ambiental de Guaraqueçaba a de maior extensão, sobrepondo-se às demais. O presente trabalho teve como objetivo analisar a estrutura da paisagem (matriz e fragmentos) do PN do Superagüi e sua zona de amortecimento. A partir da classificação supervisionada da imagem digital Landsat 5 TM, foi feita a classificação da cobertura do solo da área e definidos os atributos de área e perímetro dos polígonos obtidos. Feita a análise da estrutura da paisagem, constatou-se que a matriz do Parque é formada por vegetação nativa interrompida pela presença de fragmentos. Cerca de 7% da área de estudo é formado por fragmentos, os quais pertencem às classes de vegetação alterada, solo descoberto, áreas urbanizadas, areia e água; em grande parte possuem menos de um hectare e têm forma regular. A zona de amortecimento do Parque não está totalmente inserida dentro dos limites da APA Federal de Guaraqueçaba, sendo que grande parte da zona de amortecimento é formada por áreas marinhas. Conclui-se que a análise da estrutura da paisagem, através de seus componentes estruturais matriz e fragmentos, é um subsídio eficaz para verificar a funcionalidade da cobertura do solo da UC e sua zona de amortecimento.


Palavras-chave


fragmento; matriz; Floresta Atlântica; Guaraqueçaba-PR

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5902/198050985076