Aspectos fitossociológicos de fragmento de Floresta Estacional Decidual, Santa Maria, RS.

Solon Jonas Longhi, Maristela Machado Araujo, Mônica Brucker Kelling, Juarez Martins Hoppe, Ivanor Müller, Geedre Adriano Borsoi

Resumo


Foi realizado estudo da vegetação em fragmento de floresta estacional decidual em processo de sucessão, em área da Associação Tabor (29o43'S; 53o47'W), no município de Santa Maria (RS), Brasil. Utilizaram-se dezesseis unidades amostrais de 10 x 20 m distribuídas de forma sistemática para avaliação (medição e identificação) dos indivíduos com Circunferência à Altura do Peito (CAP) igual ou maior de 30 cm e subunidades circulares com raios de 1,78 m para identificação e contagem da regeneração (indivíduos menores de 30 cm). Observou-se a ocorrência de 64 espécies arbóreas e arbustivas de 54 gêneros e 31 famílias. As espécies com maior valor de importância foram Myrocarpus frondosus, Cupania vernalis, Ocotea puberula, Patagonula americana, Casearia sylvestris, Luehea divaricata, Enterolobium contortisiliquum e Helietta apiculata. Na regeneração, as espécies com maior densidade de indivíduos foram Trichilia elegans, Nectandra megapotamica, Actinostemon concolor, Piper gaudichaudianum, Cupania vernalis, Hybanthus bigibbosus, Aiouea saligna e Parapiptadenia rigida. Constatou-se o contínuo processo de sucessão por meio da substituição de espécies nos estratos da floresta e algumas bem-representadas desde a regeneração até o estrato superior.


Palavras-chave


fitossociologia; espécies florestais; sucessão; floresta estacional decidual.

Texto completo:

PDF

Referências


AMO RODRÍGUEZ, S. del; GÓMEZ-POMPA, A. Crecimento de estados juveniles de plantas en Selva Tropical Alta Perennifolia. In: GÓMEZ-POMPA, A.; VÁZQUEZ-YANES, C.; AMO RODRÍGUEZ, S. del et al. Regeneration de Selvas. Mexico: 1976. p. 549-565.

ARAUJO, M. M. Vegetação e banco de sementes do solo de florestas sucessionais na região do baixo rio Guamá, Benevides, Pará, Brasil. 1998. 86 p. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) – Faculdade de Ciências Agrárias do Pará, Belém.

BARROS, P. L. C. de. Estudo fitossociológico de uma floresta tropical úmida no planalto Curuá-Una, Amazônia Brasileira. 1986. 146 p. Tese (Doutorado em Manejo Florestal) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba.

BEARZI, R. C.; POLTRONIERI, V. C.; LONGHI, S. J. Estrutura fitossociológica do morro das Três Marias em Santa Maria-RS. In: CONGRESSO FLORESTAL ESTADUAL, 7., 1992, Nova Prata. Anais... Santa Maria: CEPEF/FATEC/UFSM, 1992. p. 376-94.

BRASIL. Ministério da Agricultura. Divisão de Pesquisas Pedológicas. Levantamento de reconhecimento dos solos do estado do Rio Grande do Sul. Recife: 1973. 431 p.

BRAUN-BLANQUET, J. B. Fitosociologia: bases para el estudio de las comunidades vegetales. Madrid: H. Blume Ediciones, 1979. 829 p.

BROWER, J. E.; ZAR, J. H. Field and Laboratory Methods for General. 2. ed. Iowa: Brown Publishers, 1984. 226 p.

CAIN, S. A.; CASTRO, G. M. O. Manual of vegetation analysis. New York: Hafner Publishing Company, 1959. 325 p.

DIAS, C. A.; MELLO, S. C.; CASTAMAN, D. et al. Estudo florístico e fitossociológico do município de Santa Maria, RS. I Etapa: Depressão Central - Morros Testemunha. In: SIMPÓSIO SOBRE ECOSSISTEMAS NATURAIS DO MERCOSUL, 1., Santa Maria, 1996. Anais ... Santa Maria: UFSM/CEPEF, 1986. p. 97-118, 1996.

FINEGAN, B.; SABOGAL, C. El desarrolo de sistemas de produccion sostenible en bosque tropical Humedos da Bajura: un estudio de caso en Costa Rica (1a parte). El Chasqui, v. 17, p. 3-21, 1988.

FINOL, H. Nuevos parametros a considerarse en el análisis estructural de las selvas virgenes tropicales. Revista Forestal Venezolana, v. 21, p. 29-42, 1971.

FINOL, H. La silvicultura en la Orinoguia Venezolana. Revista Forestal Venezolana, v. 25, p. 37-112, 1975.

GÓMEZ-POMPA, A.; WIECHERS, B. L. Regeneration de los ecosistemas tropicales y subtropicales. In: GÓMEZ-POMPA, A.; VÁZQUEZ-YANES, C.; AMO RODRÍGUEZ, S. del et al. Regeneration de selvas. Mexico: Continental, 1976. p.11-30.

HERRMANN, M. L. de P.; ROSA, R. de. O Relevo. In: IBGE. Geografia do Brasil: região sul. Rio de Janeiro, 1990. p. 55-84.

JARDIM, F. C. S.; HOSOKAWA, R. T. Estrutura da floresta equatorial úmida da Estação Experimental de Silvicultura Tropical do INPA. Acta Amazonica, v. 16/17, p. 411-508, 1986.

KAUL, P. F. T. Geologia. In: IBGE. Geografia do Brasil: região sul. Rio de Janeiro, 1990. p. 29-54.

LAMPRECHT, H. Ensaio sobre la estructura floristica de la parte Sur-oriental del Bosque Universitario “El camital”– Estado Burina. Revista Forestal Venezolana, v. 7, n. 10-11, p. 17-63, 1964.

LONGHI, S. J. A estrutura de uma floresta natural de Araucaria angustifolia (Berth.) Kuntze, no sul do Brasil. 1980. 198 p. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba.

LONGHI, S. J. Agrupamento e análise fitossociológica de comunidades flroestais na sub-bacia hidrográfica do Rio Passo Fundo – RS. 1997. 198 p. Tese (Doutorado em Ciências Florestais) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba.

LONGHI, S. J.; NASCIMENTO, A. R. T.; FLEIG, F. D.; DELLA-FLORA, J. B.; FREITAS, R. A. de; CHARÃO, L. W. Composição florística e estrutura da comunidade arbórea de um fragmento florestal no município de Santa Maria-Brasil. Ciência Florestal, v. 9, n. 1, p. 115-33, 1999.

MACHADO, P. F. dos; LONGHI, S. J. Aspectos florísticos e fitossociológicos do “morro do Elefante”, Santa Maria, RS. Rev. Centro de Ciências Rurais, v. 20, n. 3-4, p. 261-80, 1992.

MARTINS, F. R. Estrutura de uma Floresta Mesófila. Campinas: UNICAMP, 1991. 246 p.

MORENO, J. A. Clima do Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Secretaria da Agricultura, 1961. 42 p.

PIELOU, E. C. Mathematical Ecology. New York: John Wiley & Sons, 1977. 385 p.

SARTORI, M. da G. B. O clima de Santa Maria, RS: do regional ao urbano. 1979. 165 p. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Departamento de Geografia, Universidade de São Paulo, São Paulo.

SILVA, L. C. da; LONGHI, S. J. Aspectos florísticos do morro do Link, Santa Maria, RS. In: SEMANA DO MEIO AMBIENTE, 3., 1989, Piracicaba. Anais... Piracicaba: USP/CENA, 1989. p. 177-207.

SWAINE, M. D.; WHITMORE, T. C. On definition of ecological species groups in tropical rain forest. Vegetatio, n. 75, p. 81-86, 1988.

VIEIRA, I. C. G. Forest succession after shifting cutivation in Eastern Amazonia. 1996. 205 p. These (Doutorado of Philosophy) – University of Stirling, Scotland.




DOI: https://doi.org/10.5902/19805098471

Licença Creative Commons