Crescimento em campo de espécies florestais em diferentes condições de adubações.

Carlos Alberto Martinelli de Souza, Rone Batista de Oliveira, Sebastião Martins Filho, Julião Soares de Souza Lima

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar em condições de campo o comportamento de quatro espécies florestais submetidas a diferentes adubações orgânicas e minerais com adição de um condicionador de solo (Hidroplan). O delineamento estatístico adotado foi em blocos casualizados em parcelas subdivididas com trinta tratamentos que consistiram nas combinações dos fatores (6 adubos x 5 épocas) com cinco repetições, sendo usada uma planta por parcela. Foram avaliadas as características altura (h) e diâmetro das plantas (d). Os dados foram submetidos à análise de variância e ao teste de média (Newman-Keuls 5%). As mudas foram produzidas em viveiro em tubetes de polietileno e plantadas em campo aos 90 dias após a rustificação. As adubações testadas no experimento foram: esterco bovino; esterco de galinha; adubação mineral NPK (testemunha); esterco de boi + Hidroplan; esterco de galinha + Hidroplan e adubação mineral NPK + Hidroplan. Os adubos orgânicos estudados contribuíram para melhor desempenho em todas as espécies, com exceção do Eucalyptus urophylla, que teve melhor desempenho no NPK e NPK + Hidroplan.


Palavras-chave


adubação química; adubação orgânica; altura; diâmetro

Texto completo:

PDF

Referências


BARBOSA, L.M.; ASPERTI, L.M.; BEDINELLI, C. Estudos sobre o estabelecimento e desenvolvimento de espécies com ampla ocorrência em mata ciliar. Revista do Instituto Florestal, São Paulo, v. 4, p. 605-608, 1992.

BUZETTO, F.A. Relatório Degussa Brasil Ltda. 2001. Disponível em: Acesso em: 10 jan.2006.

CARNEIRO, J. G. A. Influência dos fatores ambientais e das técnicas de produção sobre o desenvolvimento de mudas florestais e a importância dos parâmetros que definem sua qualidade. In: SIMPÓSIO SOBRE FLORESTAS PLANTADAS NOS NEOTRÓPICOS COMO FONTE DE ENERGIA, 1983, Viçosa. Anais... Viçosa: Universidade Federal de Viçosa, 1983. p.10-24.

COSTA FILHO, R.T. da. Crescimento de mudas de aroeira (Astronium urundeuva Fr. All. Engl.) em resposta à calagem, fósforo e potássio. In: CONGRESSO NACIONAL SOBRE ESSÊNCIAS NATIVAS, 2., 1992, São Paulo. Anais... São Paulo, 1992. v. 4, p. 537-543.

COUTINHO, C. J.; CARVALHO, C. M. O uso da vermiculita na produção de mudas florestais. In: ENCONTRO NACIONAL DE REFLORESTADORES, 7., 1983, Curitiba. Anais... 1983. p. 54-63.

DIAS, L. E.; FARIA, S. M.; FRANCO, A. A. Crescimento de mudas de Acacia mangiuns Wild, em resposta à omissão de macronutrientres. Revista Árvore, v. 18, n. 2, p. 123-131, 1994.

ESPÍRITO SANTO. Secretaria de Estado de Ações Estratégicas e Planejamento. Informações municipais do Estado do Espírito Santo, 1994. Vitória: Departamento Estadual de Estatística, 1994. v. 1. 803p.

KIEHL, E.J. Fertilizantes orgânicos. São Paulo : Pioneira, 1985. 492p.

MALAVOLTA, E. Abc da adubação. São Paulo : Ceres, 1989. 292p.

MALAVOLTA, E.; GOMES,P,F.; ALCARDE, J.C. Adubos e adubações. São Paulo: Nobel, 2004. 1970p.

NETO, S. P. M.; GONÇALVES, J. L. M. Efeitos da luminosidade sobre o estado nutricional de mudas de espécies arbóreas que ocorrem na mata atlântica. Revista Árvore, Viçosa, v.25, n.1, p.28-38, 2001.

NEVES, J.C.L.; GOMES, J.M.; NOVAIS R. F.; BARROS, N. F. Fertilização mineral de mudas de eucalipto. In: Barros, N.F. ; Novais, R.F., eds. Relação solo-eucalipto. Viçosa: Folha de Viçosa, 1990. p. 99-126.

RAJJ, B, V. Fertilidade do solo e adubação. São Paulo: Ceres, 1991. 343p.

REIS, G. G.; REIS, M. G. F.; RODRIGUES, F. L.; BERNARDO, A. L.; GARCIA, N. F. P. Efeitos da poda de raízes de mudas de eucalipto produzidas em tubetes sobre a arquitetura do sistema radicular e o crescimento no campo. Revista Árvore, Viçosa, v. 20, n. 2, p. 137-146,1996.

SCALON, S. P. Q.; MUSSURI. M, R.; RIGONI. M. V. F. Crescimento inicial de mudas de espécies florestais nativas sob diferentes níveis de sombreamento. Revista Árvore, Viçosa, v. 26, n. 1, p. 1-5, 2002.

SCHUMACHER, M.V.; BRUN, E. J.; RODRIGUES.; L. M.; SANTOS, E. M. Retorno de nutrientes via deposição de serrapilheira em um povoamento de acácia-negra (Acacia mearnsii De Wild.) no Estado do Rio Grande do Sul. Revista Árvore, Viçosa, v. 27, n. 6, p. 791-798, 2003.

SILVA, I.R.; FURTINI NETO, A.E.; CURI, N.; VALE, F.R. Crescimento inicial de quatorze espécies florestais nativas em resposta à adubação potássica. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v.32, n.2, p.205-212, fev., 1997.

SOUZA, L. D. N. Adubação orgânica. Rio de Janeiro: Ediouro do campo, 1999. 115p.

VENTURA, V. J.; RAMBELLI, A. M. Legislação federal sobre o meio ambiente: leis, decreto-leis, decretos, portarias e resoluções anotados para uso prático e imediato. 2. ed. Taubaté: Vana, 1996. 1148p.




DOI: https://doi.org/10.5902/198050981905

Licença Creative Commons