Qualidade de chapas de partículas de madeira aglomerada fabricadas com resíduos de uma indústria de celulose.

Cristiane Pedrazzi, Clovis Roberto Haselein, Elio José Santini, Paulo Renato Schneider

Resumo


Este trabalho teve como objetivo avaliar a qualidade de chapas aglomeradas fabricadas com resíduos da madeira de Eucalyptus saligna, resultantes da picagem das toras para a confecção de cavacos utilizados na produção de celulose. As chapas foram produzidas com dois tipos de resíduos, palitos e serragem, sendo utilizados puros. O adesivo usado foi à base de uréia-formaldeído em proporções de 4; 8 e 12%, com base na massa seca das partículas, e as densidades nominais das chapas foram de 0,55; 0,65 e 0,75 g/cm3. Foram avaliadas propriedades de flexão estática, ligação interna, arrancamento de parafusos, absorção d'água e inchamento em espessura. Os valores obtidos das propriedades de flexão estática, ligação interna e arrancamento de parafusos aumentaram com a densidade da chapa, assim como com o teor de adesivo, independentemente do tipo de resíduo. No caso da absorção d'água, os valores aumentaram com a redução da densidade, tanto para chapas produzidas com partículas tipo palitos como para serragem. Para inchamento em espessura, os valores aumentaram com a diminuição do teor de adesivo, sem considerar o do tipo de resíduo utilizado. Os resultados permitem concluir que, usando-se tanto partículas tipo palitos quanto serragem com maiores percentagens de adesivo e maiores densidades, podem ser produzidas chapas com qualidade satisfatória.


Palavras-chave


chapas aglomeradas; <i>Eucalytus saligna</i>; uréia-formaldeído; resíduos de madeira

Texto completo:

PDF

Referências


ALBERTO, M. M. M.; KEINERT JR., S. Efeito da geometria das partículas e da densidade, sobre as propriedades de painéis estruturais “waferboards” : parte I : efeito sobre as propriedades de resistência. In: CONGRESSO FLORESTAL PANAMERICANO, 1., 1993, Curitiba. Anais... Curitiba, 1993. p. 613.

AMERICAN NATIONAL STANDARDS INSTITUTE. Particleboard, ANSI A 208.1. New York, 1978.

AMERICAN SOCIETY FOR TESTING AND MATERIALS. Standard test methods for evaluating properties of wood-base fiber and particle panel materials. ASTM D 1037 – 93. Philadelphia, 1995.

AMERICAN SOCIETY FOR TESTING AND MATERIALS. Standard specification for urea-formaldehyde resin adhesives, D 4690-95a. Philadelphia, 1999.

BRITO, E. O. et al. Nos caminhos do eucaliptos. Bento Gonçalves : CETEMO, 1998. 88p. (Coletânea. SENAI–RS)

CALEGARI, L.; HASELEIN, C. R.; BARROS, M. V.; SCARAVELLI, T. L.; DACOSTA, L. P.; PEDRAZZI, C. Adição de aparas de papel reciclável na fabricação de chapas de madeira aglomerada. Ciência Florestal, Santa Maria, v. 14, n. 1, p. 193-204, 2004.

DACOSTA, L.P.E. Utilização de resíduos do processamento mecânico da madeira para fabricação de chapas de partículas aglomeradas. 2004. 118p. Dissertação (Mestrado em Engenharia Florestal) – Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2004.

FOELKEL, C.E.B.; COUTO, L.C.; KATO, J. A utilização da serragem de madeira de eucalipto na produção de polpa celulósica. Cenibra : São Paulo, 1979. 21p.

HASELEIN, C. R. Análise de parâmetros para a fabricação de chapas de partículas aglomeradas de madeira de eucalipto (Eucalyptus grandis W. Hill ex- Maiden) e embaúba (Cecropia sp.). Viçosa, 1989. 75f. Dissertação (Mestrado em Ciência Florestal) – Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 1989.

HILLIG, E. Qualidade de chapas aglomeradas estruturais, fabricadas com madeiras de Pinus, Eucalipto e Acácia negra, puras ou misturadas, coladas com tanino-formaldeído. 2000. 96f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Florestal) – Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2000.

IWAKIRI S. et al. Mistura de espécies na produção de chapas de partículas estruturais Waferboard. Agrárias, Curitiba, v.14, p.107-114, 1995.

IWAKIRI S.; PEREIRA, S.J.; NISGOSKI, S. Influência da umidade, pressão e tempo de prensagem na produção de chapas de partículas de madeira aglomerada . Revista Ciências Agrárias, Curitiba, v. 18, n. 1-2. p. 29-36.,1999a.

IWAKIRI S. et al. Utilização de resíduos de serraria na produção de chapas de madeira aglomerada de Eucalyptus saligna, Eucalyptus citriodora e Eucalyptus pilularis. Floresta e Ambiente, Rio de Janeiro, v. 7, n. 1, p. 251-256, 2000.

KELLY, M.W. Critical literature review of relationship between processing parameters and physical properties of particleboard. Madison : USDA, Forest Service, Forest Products Laboratory, 1977. 66f. (USDA Forest Service. Forest Products Laboratory General Technical Report FPL, v. 10)

KOCH, G.S.; KLAREICH, F.; EXTRUM, B. Adhesives for the composite wood panel industry. New Jersey : Noyes Data Corporation, 1987.

MALONEY, T.M. Moderm particleboard and dry-process fiberboard manufacturing. San Francisco: Miller Freeman, 1993. 681p.

MOSLEMI, A.A. Particleboard. Illinois : Southern. Illinois University Press, 1974. v. 2, 245p.

PIZZI, A. Advanced wood adhesives technology. New York : Marcel Dekker, 1994. 370p.

TSOUMIS, G. Science and technology of wood : structure, properties, utilization. New York : Chapman & Hall, 1991. 494p.

VITAL, B.R.; HASELEIN, C.R.; DELLALUCIA R.M. Efeito da geometria das partículas nas propriedades das chapas de madeira aglomerada de Eucalyptus grandis (Hill ex-Maiden). Revista Árvore,Viçosa, v. 16, n. 1, p. 88-96, 1992.




DOI: https://doi.org/10.5902/198050981899

Licença Creative Commons