Aporte e decomposição de serapilheira em áreas de floresta secundária, plantio de sabiá (Mimosa caesalpiniaefolia Benth.) e andiroba (Carapa guianensis Aubl.) na Flona Mário Xavier, RJ.

Milton Marques Fernandes, Marcos Gervasio Pereira, Luis Mauro Sampaio Magalhães, Adriano Rosa Cruz, Rômulo Guimarães Giácomo

Resumo


Este trabalho teve como objetivo avaliar o aporte e a decomposição da serapilheira em áreas de floresta secundária espontânea, plantio de sabiá (Mimosa caesalpiniaefolia Benth.) e plantio de andiroba (Carapa guianensis Aubl.). Para avaliação do aporte de serapilheira, foram instalados dez coletores cônicos sendo o aporte avaliado durante o período de outubro de 2003 a setembro de 2004. Posteirormente, foi feita a quantificação dos macronutrientes (N, P e K). A avaliação da taxa de decomposição foi realizada utilizando-se o método dos litter bags. A área de plantio de andiroba aportou a maior quantidade de serrapilheira 9,20 Mg ha-1,sendo seguida pelo plantio de sabiá com 9,06 Mg ha-1 e pela floresta secundária espontânea 7,63 Mg ha-1 por ano. A serapilheira das áreas de plantio de sabiá e do plantio de andiroba apresentou maiores valores de nitrogênio e fósforo que a área de floresta secundária. A velocidade de decomposição da serapilheira foi maior nas áreas de plantio de sabiá e andiroba, podendo tal comportamento ter sido influenciado pelo maior conteúdo de nitrogênio na serapilheira. O fósforo foi o nutriente que apresentou maior velocidade de liberação.


Palavras-chave


serapilheira; deposição; decomposição; macronutrientes

Texto completo:

PDF

Referências


AIDAR, M.P.M.; JOLY, C.A. Dinâmica da produção e decomposição da serapilheira do araribá (Centrolobium tomentosum Guill. ex Benth. – Fabaceae) em uma mata ciliar, Rio Jacaré-Pepira, São Paulo. Revista Brasileira de Botânica, v.26, n.2, p.193-202, jun. 2003.

ANDRADE, A. G. Ciclagem de nutrientes e arquitetura radicular de leguminosas arbóreas de interesse para revegetação de solos degradados e estabilização de encostas. 1997. 121f. Tese (Doutorado Agronomia-Ciência do solo) – Departamento de Solos, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1997.

ARATO, H.D.; MARINS, S.V.; FERRARI, S.H.S. Produção e decomposição de serapilheira em um sistema agroflorestal implantando para recuperação de área degradada em Viçosa-MG. Revista Árvore, Viçosa, v. 27, n. 5, p. 715-721, 2003.

ARAÚJO, R.S. Chuva de sementes e deposição de serapilheira em três sistemas de revegetação de áreas degradadas na reserva biológica de Poço das Antas, Silva Jardim, RJ. 2002, 92f. Dissertação (Mestrado em ciências Ambientais e Florestais) – Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2002.

BALIEIRO, F.C.; DIAS, L.E; FRANCO, A.A.; CAMPELLO, E.F.C.; FARIA, S.M. Acúmulo de nutrientes na parte aérea, na serrapilheira acumulada sobre o solo e decomposição de filódios de Acácia mangium Wild. Ciência Florestal, v. 14, n. 1, p. 59-65, 2004a.

BALIEIRO, F.C.; FRANCO, A.A.; PEREIRA, M.G.; CAMPELLO, DIAS, L.E; E.F.C.; FARIA, S.M.; ALVES, B.J.R. Dinâmica da serrapilheira e transferência de nitrogênio ao solo, em plantios de pseudosamanae guachapele e Eucalyptus grandis Revista Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v. 39, n. 6, p. 597-601, jun., 2004b.

BALIEIRO, F.C.; FRANCO, A.A.; PEREIRA, M.G.; CAMPELLO, E.F.C.; FARIA, S.M.; ALVES, B.J.R.; DIAS, L.E. Deposição e decomposição de serrapilheira sob plantios de eucalipto e guachapele aos sete anos. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, 29, 2003, Ribeirão Preto, Anais... Jaboticabal: UNESP, 2003. CD room.

BREMNER, J.M; MULVANEY,C.S. Nitrogen-total. Determination of nitrogen in soil by Kjedahl method. J. Agric. Sci., v. 55, p. 11-33,1965.

CORRÊA NETO, T.A.; PEREIRA, M.G.; CORREA, M.E.F. ANJOS, L.H.C. Deposição de serrapilheira e mesofauna edáfica em áreas de Eucalipto e Floresta sucessão secundária espontânea. Revista Floresta e Ambiente, v. 8, n. 1, p. 70-75, 2001.

FIGUEIREDO FILHO, A.; MORAES, G.F.; SCHAAF, L.B.; FIGUEIREDO, D.J. Avaliação estacional da deposição de serapilheira em uma Floresta Ombrófila mista localizada no Sul do estado do Paraná. Ciência florestal, Santa Maria, v. 13, n. 1, p. 11-18, 2003.

FROUFE, L.C.M. Decomposição de serrapilheira e aporte de nutrientes em plantios puros e consorciados de Eucalyptus grandis Maiden, Pseudosamanea guachapele Dugand e Acacia mangium Wild. 1999. 73f. Dissertação (Mestrado Ciência do solo – Agronomia) – Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, 1999.

GAMA-RODRIGUES, A.C.; BARROS, N.F.; SANTOS, M.L. Decomposição e liberação de nutrientes do folhedo de espécies florestais nativas em plantios puros e mistos no sudeste da Bahia. Revista Brasileira de Ciência do solo, Campinas, v. 27, p. 1021-1031, 2003.

GISLER, C. V. T. O uso da serapilheira na recomposição vegetal em áreas mineradas de bauxita, Poços de Caldas, MG. 1995. 147f. Disssertação (Mestrado em Ecologia) – Universidade de Estadual Paulista, São Paulo, 1995.

KIMMINS, J. P. Forest ecology. New York: Collier Macmillan Canada, 1987. São Paulo: Ed. UNESP, 1993. 184 p.

KOLM, L.; POGGIANI, F. Ciclagem de nutrientes em povoamentos de Eucalyptus grandis submetidos a pratica de desbastes progressivos. Scientia Forestalis, n. 63, p. 79-93, 2003.

LEITÃO-FILHO, H.F. Ecologia da Mata Atlântica em Cubatão. Campinas: Ed. Unesp : Unicamp, 1993. 92 p.

LOPES, M. I. S.; DOMINGOS, M.; STRUFFALDI-DE VUONO, Y.; Ciclagem de nutrientes minerais. In: SYSLVESTRE, L. S.; ROSA M. M. T., Manual metodológico para estudos botânicos na Mata Atlântica. Seropédica: EDUR – UFRRJ, 2002. p. 72-102.

MARTINS, S.V. ; RODRIGUES, R.R. Produção de serapilheira em clareiras de uma floresta estacional semidecídua no Município de Campinas, SP. Revista Brasileira de Botânica, v. 22, p. 405-412, 1999.

MEGURO, M. VINUEZA, G.N.; DELITTI, W.B.C. Ciclagem de Nutrientes na Mata Mesófila Secundária. Boletim de Botânica, v. 7, p. 11-81, 1979.

MOREIRA, P.R. ; SILVA, O.A. Produção de serapilheira em área reflorestada. Revista Árvore, Viçosa, v. 28, n. 1, p. 49-59, 2004.

OLIVEIRA, C.A.; MUZZI, M.R.S.; PURCINO, H.A.; MARRIEL, I.E.; SÁ, N.M.H. Decomposition of Arachis pintoi and Hyparrhenia rufa litters in monocultive and intercropped systems under lowland soil. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v. 38, n. 9, p. 1089-1095, set. 2003.

PAGANO, S.N. ; DURIGAN, G. 2000. Aspectos da ciclagem de nutrientes em matas ciliares do oeste do Estado de São Paulo, Brasil. In: Rodrigues, R.R; Leitão Filho H.F. (eds). São Paulo : matas ciliares : conservação e recuperação. São Paulo : Editora da USP : Fapesp, p. 109-123.

POGGIANI, F.; SCHUMACHER, M. Ciclagem de Nutrientes em Florestas Nativas. In: GONÇALVES, J.L.M.; BENEDETTI, V. (Eds.) Nutrição e Fertilização Florestal. Piracicaba : IPEF, 2000. p. 287-308.

REZENDE, J.L.P., GARCIA, Q.S., SCOTTI, M.R., LEITÃO, M.M. Decomposição de folhas de Dalbergia nigra e de Eucalyptus grandis incubadas em terra de mata e de eucaliptal. In: SIMPÓSIO NACIONAL DE RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS: DO SUBSTRATO AO SOLO, 3, 1997, Ouro Preto. Anais... Ouro Preto : SOBRADE : UFV/DEF, 1997. p. 136–143.

SIQUEIRA, J.O.; FRANCO, A.A. Biotecnologia do solo: fundamentos e perspectivas. Brasília : Ministério da Educação, ABEAS : ESAL, FAEPE, 1988. 236p.

TAUK, S.M. Biodegradação de resíduos orgânicos do solo. Revista Brasileira de Geociência, v. 20, n. 1, p. 299-301, março/dez. 1990.

TEDESCO, M.J.;VOLKWEISS,S.J.; BOHNEN,H. Análises de solo, plantas e outros materiais. 5.ed. Porto Alegre: UFRGS, 1985. 50p.

THOMAS, R.J., ASAKAWA, N.M. Decomposition of leaf litter from tropical forage grasses and legumes. Soil Biol. Biochem., v. 25, n. 10, p. 1351-1361, 1993.

TOLEDO, L.O.; PEREIRA, M.G.; MENEZES, C.E.G. Produção de serrapilheira e transferência de nutrientes em florestas secundárias localizadas na região de Pinheiral, RJ. Ciência Florestal, Santa Maria, v. 12, n. 2, p. 9-16, 2002.

WERNECK, M.S.; PEDRALLI, G.; GIESEKE, L.F. Produção de serrapilheira em diferentes graus de pertubação na Estação Ecológica de Trupuí, Ouro Preto, MG. Revista Brasileira de Botânica, v. 24, n. 2, p. 195-198, jun. 2001.




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/198050981897