Características tecnológicas da madeira de árvores matrizes de Eucalyptus grandis.

Clovis Roberto Haselein, Merielen de Carvalho Lopes, Elio José Santini, Solon Jonas Longhi, Silviana Rosso, Denis L. G. Fernandes, Leonel Freitas de Menezes

Resumo


O objetivo do presente trabalho foi caracterizar árvores matrizes de Eucalyptus grandis em relação a características tecnológicas da madeira. Foram selecionadas 63 árvores matrizes, pertencentes a um povoamento comercial localizado no litoral norte do Rio Grande do Sul. As árvores foram abatidas e, com base nos dados dendrométricos, calculou-se o volume comercial com e sem casca, o fator de forma, a conicidade e a relação altura/diâmetro. Quanto à madeira, foi analisada a massa específica básica, os percentuais volumétricos de cerne, alburno e casca, as rachaduras de topo das toras e das tábuas, os empenamentos e os defeitos visuais das tábuas, tais como nós e bolsa de resina. A massa específica básica, cuja média inclui a madeira dessa espécie entre as moderadamente leves a pesadas, mostrou uma tendência decrescente entre o DAP e 25% da altura comercial e, a partir daí, crescente até 100% da mesma. O percentual volumétrico de cerne apresentou valores médios crescentes desde a base até 25% da altura comercial e, a partir daí, diminuiu até 100% da altura comercial, sendo que a média geral foi de 75,7%. O comprimento médio das rachaduras de topo em tábuas de Eucalyptus grandis foi de 63%. A alta porcentagem de rachaduras de topo foi atribuída à posição de retirada das tábuas, próxima à medula. Já a variabilidade das rachaduras de topo encontrada para as toras (CV=60%) possibilita a seleção de árvores com menor tendência em apresentar esse defeito.


Palavras-chave


eucalipto; características tecnológicas da madeira

Texto completo:

PDF

Referências


AGUIAR, O. J. R. Método para controle das rachaduras de topo em toras de Eucalyptus grandis Hill ex-Maiden, visando a produção de lâminas por desenrolamento. 1986. 92f. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais)-Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, Piracicaba, 1986.

BRASIL, I.B.D.F. NORMA PARA CLASSIFICAÇÃO DE MADEIRA SERRADA DE FOLHOSAS. Brasília: Brasiliana, 1983.67p.

BUSNARDO, C. A.; GONZAGA, J. V.; FOELKEL, C. E. B.; MENOCHELLI, S. Em busca da qualidade ideal da madeira do eucalipto para produção de celulose, IV. Altura ideal de amostragem para avaliação da densidade média para árvores de Eucalyptus grandis. Relatório Técnico. Guaíba: Riocell S. A., 1987, 18p.

DEL MENEZZI, C. H. S.; NAHUZ, M. A. R. Técnicas de desdobro utilizadas para madeira de eucalipto – uma revisão bibliográfica. Árvore, v. 22, n. 3, Viçosa, 1998. p. 415-428.

FERREIRA, G. W. Qualidade da celulose kraft-antraquinona de Eucalyptus dunnii Maiden plantado em cinco espaçamentos em relação ao Eucalyptus grandis Hill ex-Maiden e Eucalyptus saligna Smith. 1996. 135p. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais)-Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 1996.

FOELKEL, C. E. B. Qualidade da madeira de eucalipto para atendimento das exigências do mercado de celulose e papel. In: CONFERÊNCIA IUFRO SOBRE SILVICULTURA E MELHORAMENTO DE EUCALIPTOS, 3,. 1997, Salvador. Anais...Salvador: EMBRAPA/ SIF/ IPEF, 1997. p.15-22.

HILLIS, W. E.; BROWN, A.G. Eucalyptus for wood production. 1984, 434p. Sydney: Academic Press, 1984

JESUS, R. M.; VITAL, B. R. Comparação entre densidades de matrizes e de clones de Eucalyptus grandis. Árvore, v. 10, n. 1, Viçosa: SIF, 1986. p. 82-90.

PIRES, I. E.; PAULA, R. C. Estado de arte do melhoramento genético para qualidade da madeira de eucalipto: uma revisão. In: CONFERÊNCIA IUFRO SOBRE SILVICULTURA E MELHORAMENTO DE EUCALIPTOS, 3., 1997. Anais... Salvador: EMBRAPA/ SIF/ IPEF, 1997. p. 186-191.

PONCE, H. R. Madeira serrada de Eucalipto: desafios e perspectivas. In: SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE UTILIZAÇÃO DA MADEIRA DE EUCALIPTO PARA SERRARIA, 1., 1995. Anais... São Paulo: IPT, 1995. p. 50-58.

OLIVEIRA, J. T. S. Caracterização da madeira de eucalipto para a construção civil. 1997. 428f. Tese (Doutorado em Engenharia)- Universidade de São Paulo, São Paulo, 1997.

OLIVEIRA, J. T. S.; HELLMEISTER, J. C.; SIMÕES, J. W.; TOMAZELLO FILHO, M. Caracterização da madeira de sete espécies de eucaliptos para a construção civil. Scientia Forestalis, Piracicaba: IPEF, 1999.

ROCHA, M. P. Eucalyptus grandis Hill ex Maiden e Eucalyptus dunii Maiden como fontes de matéria-prima para serrarias. 2000. 186f. Tese (Doutorado em Engenharia Florestal)-Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2000.

SANTINI, E. J. Qualidade de madeira seca. In: SEMINÁRIO SOBRE SECAGEM DE MADEIRA, 1., 1992. Anais... Santa Maria: UFSM/ CEPEF/ FATEC, 1992. 100p.

SCHACHT, L. Variação de caracteres e suas implicações para o melhoramento genético da madeira serrada de Eucalyptus urophylla.1998. 58p. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais)-Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, Piracicaba, 1998.

SHIMOYAMA, V. R. S. Variações da densidade básica e características anatômicas e químicas da madeira de Eucalyptus spp. 1990. 93f. Dissertação (Mestrado em Ciência Florestal)-Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, Piracicaba,1990.

SILVA, J. C. Qualidade da madeira serrada de eucalipto. Revista da Madeira, v.9, n.50, 2000. p. 44-46.

SILVA, J. C. et al. Eucalipto: a madeira do futuro. Revista da Madeira, edição especial, 2001. 114p.

ZOBEL, B. J.; JETT, J. B. Genetics of Wood Production. Syracuse: Springer-Verlag, U.S.A., 1995.




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/198050981814